Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Márcio França: “Se o PSDB tiver candidato próprio, nos vemos no segundo turno”

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI (bmangieri@jj.com.br) | 22/02/2018 | 23:52

Em Campo Limpo para oficializar a filiação do prefeito Japim Andrade ao PSB, o vice-governador Márcio França (PSB) desmentiu os boatos de que trocaria o partido pelo PSDB para tentar a cadeira de governador de São Paulo e afirmou que, caso os tucanos optem por um candidato próprio ao Palácio dos Bandeirantes, com certeza PSB e PSDB se encontrarão no segundo turno.

Políticos da Região acompanham discurso de Márcio França ontem, em evento em Campo Limpo | Foto: Alessandro Rosman

Políticos da Região acompanham discurso de Márcio França ontem, em evento em Campo Limpo | Foto: Alessandro Rosman

“Eu me filiei ao Partido Socialista Brasileiro aos 16 anos. Nunca fui e nem serei de outro partido”, disse o vice-governador sobre os boatos de que se filiaria ao PSDB. Sobre o apoio do governador tucano Geraldo Alckmin à sua candidatura, França desafia: “Adoraria ter o apoio dos tucanos, mas se eles quiserem ter um candidato próprio, eu respeito. Nos veremos no 2º turno e veremos quem é melhor”, cutuca.

Bagunça e repasses

França ainda fez promessas ousadas para quando assumir o governo do estado, daqui a 40 dias. “Vou repassar tanto dinheiro aos municípios que os prefeitos não conseguirão gastar tudo até o fim do mandato”, garantiu o atual vice. E alertou: “Se preparem, porque eu vou fazer muita confusão em São Paulo”, assegurou, sob aplausos dos militantes presentes.

Legado

O vice-governador terá 9 meses no cargo para deixar uma marca forte o suficiente para torná-lo um candidato conhecido a ponto de representar uma ameaça aos tucanos. Ele prometeu um governo mais esquerdista, sem desrespeitar a responsabilidade fiscal. “O legado de Alckmin na gestão econômica do estado será respeitado e mantido, mas tenho um viés mais social e isso será percebido pelo paulista”, afirmou França.

Cutucada

Durante o evento, o vice-governador debochou dos movimentos e legendas que trocaram de nomes. “Podemos, Patriotas, Solidariedade, ‘Sorriso’; ningue´m quer se associar à palavra partido. Mas como jogar futebol se você odeia a bola”?

Novos ares

O prefeito de Campo Limpo justificou a troca do PROS pelo PSB por acreditar que Márcio França é o único candidato que tem o potencial de fazer o estado se destacar como o mais importante do país. “Recebi vários conselhos de França e vim para o PSB porque não tenho dúvidas de que só ele poderá concretizar todo o potencial de São Paulo”, disse.

Também estavam presentes no evento político de ontem o deputado estadual Júnior Aprillanti (PSB), o ex-prefeito de Itupeva Ricardo Bocalon (PSB), o prefeito de Louveira, Júnior Finamore (PTB) e o ex-vice-prefeito de Jundiaí, Durval Orlato, que também oficializou sua ida ao PSB depois de um brevíssimo período no PROS.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/marcio-franca-se-o-psdb-tiver-candidato-proprio-nos-vemos-no-segundo-turno/
Desenvolvido por CIJUN