Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Marina: “O PT prefere enfrentar o PSDB”

| 03/10/2014 | 22:26

A candidata à presidência da República Marina Silva (PSB) disse que está pronta para o segundo turno durante carreata na Tijuca, Zona Norte do Rio ontem (3). No encerramento de sua campanha de primeiro turno no Rio, Marina Silva fez projeções para o segundo turno e insinuou que o PT da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, preferiria enfrentar Aécio Neves (PSDB) em 26 de outubro. Indagada sobre o empate técnico com o candidato Aécio Neves, apontado em pesquisa Datafolha (*) divulgada ontem, ela disse que o resultado que vale é o do próximo domingo (5). 

“No dia 5 de outubro, a pesquisa é definitiva. Não serão as estruturas, o dinheiro, o tempo de televisão, os marqueteiros. É o povo que decide que o povo estará no segundo turno. Nós vamos ganhar da Dilma. O PT quer o PSDB, e o PSDB quer o PT. Eles já se acostumaram em 20 anos. Agora é a terceira força, a sociedade brasileira que identificou a forma de mudar mantendo as conquistas mas não tendo atitude de complacência com a corrupção e a incompetência. Para a frente é que se anda, disse. Na companhia do candidato a vice, Beto Albuquerque e de outros integrantes do partido e assessores ela percorreu em carro aberto algumas ruas do bairro.
Na Praça Saens Peña, a candidata cumprimentou eleitores e tirou fotografias. Ela não desceu do carro, onde fez um discurso de agradecimento pelo apoio na campanha e voltou a falar sobre corrupção.

“É uma alegria a manifestação espontânea das pessoas. É assim que se faz. Não é com o dinheiro da corrupção, com a calúnia e com a mentira. A postura é de ter coragem de mudar o Brasil com respeito ao dinheiro público”, disse. Marina criticou adversários por não terem apresentado programa de governo.

“O Aécio deixou para apresentar nos últimos minutos e ainda pela metade. Nós apresentamos para saúde, educação, segurança e o Bolsa Família. Para ampliar para os que necessitam, pagando o décimo terceiro para os beneficiários do Bolsa Família”, afirmou, em referência a proposta que apresentou no debate da TV Globo. Ela também criticou Dilma por supostas promessas não cumpridas. “A presidente em 2010 ganhou eleição prometendo fazer 6 mil creches e só fez 400. Disse que ia manter o País crescendo, e o crescimento é baixíssimo”, declarou.

No encerramento de sua campanha de primeiro turno no Rio, a candidata do PSB à presidência da República, Marina Silva, fez projeções para o segundo turno e insinuou que o PT da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, preferiria enfrentar Aécio Neves (PSDB) em 26 de outubro.

Acompanhada do candidato a vice de sua chapa, Beto Albuquerque (PSB), Marina andou na carroceria de um jipe e cumprimentou eleitores em um trajeto de menos de um quilômetro no bairro da Tijuca, zona norte do Rio.
A rigor, a comitiva era composta de dois carros — um que conduzia os líderes da Rede Sustentabilidade, partido criado por Marina e ainda não oficializado, e outro com aparato de som. Alguns poucos carros seguiram a carreata e formaram um comboio. Segundo assessores, Marina é contrária à realização de carreatas por questões de sustentabilidade.

Na rápida coletiva, ela evitou comentar os rumores de que concederia apoio ao PSDB no caso de Aécio ir para o enfrentamento com Dilma. Marina, inclusive, seguiu o ritmo de críticas ao tucano que tem marcado sua campanha nos últimos dias.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/marina-%c2%93o-pt-prefere-enfrentar-o-psdb%c2%94/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN