Política

Milton Ribeiro toma posse no MEC e mais no Pela Ordem

Milton Ribeiro toma posse no MEC  Milton Ribeiro tomou posse ontem (16) como ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro. Em seu primeiro discurso como chefe do MEC, ele falou em "resgatar o respeito" pelos professores e reverter um cenário de "desconstrução da autoridade" em sala de aula. Também negou que seja entusiasta de práticas educacionais que façam uso de violência. Bolsonaro participou da solenidade por videoconferência. MP autoriza reduzir circulação O Senado aprovou ontem (16), por 59 votos a 10, a medida provisória que dá ao governo federal o poder de adotar medidas de restrição para circulação de pessoas e de bens, além de regular a manutenção de serviços, durante a pandemia do novo coronavírus. O texto segue para a sanção presidencial dos trechos alterados. Rodrigo Maia cobra reforma tributária  O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu ontem (16) que o governo apresente sua proposta de reforma tributária o mais breve possível. Ele disse que sua intenção não é aprovar um texto de autoria somente dos deputados, mas sim um formulado em conjunto com o<CF542> Congresso e o Executivo. "Espero que o ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro encaminhem a proposta o mais rápido possível." MP pede afastamento de Wajngarten O subprocurador-geral do Ministério Público Lucas Furtado pediu ontem (16) ao Tribunal de Contas da União (TCU) o afastamento de Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom). Segundo Furtado, o pedido já foi realizado oralmente ao chefe de gabinete do ministro Vital do Rêgo e agora será oficializado em documento. Segredos sobre gastos em publciidade são o principal motivo. EUA vão bancar Hospital de Campanha  O Departamento de Defesa dos Estados Unidos vai custear a construção de um hospital de campanha para o combate ao novo coronavírus em Bacabal, cidade a 240 km de São Luís, no Maranhão. Segundo ofício do cônsul-geral do país norte-americano John M. Barrett ao governo Flávio Dino (PCdoB), o hospital terá 40 leitos e "contará com qualidade semelhante a dos utilizados em nível doméstico e internacional pelos EUA". Justiça mantém impeachment  O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido do governador do estado, Wilson Witzel, para que o processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa (Alerj) seja suspenso. A defesa do governador alegou que a Alerj praticou “ato ilegal e violador de garantias fundamentais” no processo. Witzel é suspeito de envolvimento em fraudes na contratação de equipamentos e insumos para o setor de saúde do estado.  

Notícias relevantes: