Política

Notícia-crime contra Bolsonaro e mais no Pela Ordem

Notícia-crime contra Bolsonaro O ministro Alexandre de Moraes, do STF, enviou à Procuradoria-Geral da República uma notícia-crime apresentada pela deputada Maria Perpétua de Almeida contra o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro, em razão da rede de contas e perfis falsos ligados a integrantes dos gabinetes da família que foi derrubada pelo Facebook por “comportamento inautêntico coordenado”. R$ 250 mil para o turismo em SP  O governador João Doria firmou ontem (23) um acordo de cooperação técnica entre a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a retomada econômica do turismo. O acordo prevê a doação de US$ 250 mil pelo banco e permitirá o desenvolvimento de projetos de recuperação sustentável do setor. CMDPCD realiza reunião on-line  A reunião ordinária do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPCD) foi realizada ontem (23) em novo formato, on-line, permitindo inclusive a participação do público. Entre os assuntos tratados estiveram os atendimentos às pessoas com deficiência, realizados por vários órgãos e entidades, durante a pandemia. O novo formato dos atendimentos, por causa da pandemia, foi o tema mais discutido. Pena maior para crimes sexuais  A ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, entregou ontem (23) ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um projeto de lei que endurece as penas para crimes de abuso sexual contra crianças e adolescentes. O texto prevê aumentar o tempo de prisão em 50% se o crime for cometido por pessoa que se aproveita de uma situação de confiança, como líderes religiosos, médicos ou familiares. Mandetta pode ser candidato em 2022  O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta admitiu que pode ser candidato a presidente da República daqui a dois anos. "Em 2022, eu vou estar em praça pública lutando por algo em que eu acredito", afirmou ele em entrevista. Se o Democratas [o DEM, partido ao qual é filiado] acreditar na mesma coisa, eu vou. Se o Democratas achar que ele quer outra coisa, eu vou procurar o meu caminho”, completou. Alckmin deixa campanha de Covas  A denúncia contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) o tirou da equipe da campanha do prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição no pleito deste ano. Na quinta (23), o braço eleitoral da Lava Jato o acusou de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral (caixa dois).<CW-20> O anúncio do PSDB municipal seria feito na última quinta-feira (16).

Notícias relevantes: