Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Novo ministério visa melhorar a imagem de Jair Bolsonaro

Angelo Augusto Santi | 13/06/2020 | 06:54

O presidente Jair Bolsonaro decidiu recriar o Ministério das Comunicações. Para comandar a pasta, o escolhido foi o deputado federal Fábio Faria (PSD). Durante a campanha, o presidente Bolsonaro prometeu 15 ministérios, agora o governo tem 23. Entre as atribuições da nova pasta, estão: política nacional de telecomunicações, política nacional de radiodifusão, política de comunicação e divulgação do governo federal.

O novo ministério também será responsável pela Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, Correios, pela Telebrás e pela EBC, Empresa Brasil de Comunicação. O PSD, partido que pertence ao chamado Centrão, bloco de centro-direita na Câmara dos Deputados, foi pego de surpresa, uma vez que o novo ministro foi escolha pessoal do presidente Bolsonaro, não passou por negociação partidária. Fábio Faria é casado com uma das filhas do empresário e apresentador Silvio Santos.

O cientista social Samuel Vidilli comenta que o governo tem precisado abrir mão de algumas coisas que prometeu para conseguir governar. “Não que isso seja incomum, mas nunca foi tão evidente. Bolsonaro lança mão das ferramentas de sempre para conseguir alguma governabilidade. Temos pautas tão importantes, coisas tão fundamentais para resolver, mas o debate é sobre a recriação de um ministério”, aponta.

Presidente da Câmara de Jundiaí, Faouaz Taha (PSDB) diz que espera mais transparência nas informações do governo com a criação do novo ministério. “Teremos que aguardar para saber quais serão as diretrizes e intenções da pasta, mas acredito que um ministério dessa importância deve, de fato, comunicar medidas do governo, harmonizar pontes de contato e dialogar com os poderes e com a população”, afirma.

Marcus Dantas, presidente do PSL-Jundiaí, diz que a indicação do ministro, vindo do PSD, causa certa preocupação visto as denúncias de corrupção envolvendo este partido. “A criação do ministério não vai gerar aumento de despesas e talvez possa melhorar a comunicação do governo com a sociedade. No momento, o foco deve ser na fiscalização dos possíveis desmandos da má gestão dos recursos públicos.”

Bolsonaro anunciou a decisão em uma rede social: “Resolvi recriar o Ministério das Comunicações. Não haverá aumento de despesas, nenhum cargo foi criado exceto do próprio ministro. E, vamos ter alguém que não é um profissional do setor, mas que tem conhecimento, até pela vida que ele tem, né? Junto aí à família do Silvio Santos. Minha intenção é essa. É otimizar e botar o ministério para funcionar nessa área que estávamos devendo há muito tempo uma melhor informação”.


Angelo Augusto Santi
Link original: https://www.jj.com.br/politica/novo-ministerio-visa-melhorar-a-imagem-de-jair-bolsonaro/
Desenvolvido por CIJUN