Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Partido Novo inaugura comitê em Jundiaí e aposta em Amoêdo no segundo turno

CARLOS SANTIAGO | 30/08/2018 | 05:10

O que esperar de um partido tão novo no cenário político nacional que carrega o adjetivo como substantivo próprio? O Partido Novo inaugurou o seu comitê de campanha ontem à noite, em Jundiaí, ocupando um dos endereços mais paparicados de Jundiaí: a avenida 9 de Julho, no prédio que já foi ocupado pelo Birra.

Longe de ser um quartel-general (que isso seria muito velho), os representantes do Novo de Jundiaí se reuniram para prestigiar o lançamento das campanhas de Edney Duarte (candidato a federal) e de Rogério Souza (que concorre a deputado estadual). Estavam presentes amigos e apoiadores. E, junto destes, vieram algumas centenas de pessoas que, conectadas, se sentem atraídas pela vibe (‘discurso’ também seria muito velho) do Partido Novo.

A novidade veio dar na praia da política nacional graças, fundamentalmente, às redes sociais. Sem medo de ser feliz, o Novo (registrado no Tribunal Superior Eleitoral em setembro de 2015) chega, portanto, ao seu terceiro ano de vida fazendo barulho, brincando como criança e sem medo de cair e abrir feridas.

Na verdade, a intenção é, de fato, abrir feridas profundas na política nacional. Edney Duarte, 43 anos, formado em Direito pela USP e consultor de empresas jundiaiense, define alguns dos aspectos que têm atraído tanta gente para o Novo. “A proposta é a de envolver as pessoas na vida política do país, ou seja, estimular a cidadania. E quem vem para o Partido Novo vem porque sente um encanto pelas ideias da legenda”, afirma o candidato ao Congresso.

Rogério Souza, de 46 anos, com a múltipla formação de Administração de Empresas, Música e Jornalismo, é igualmente jundiaiense de nascimento. Ele se define como “um inconformado com o vitimismo que se vê no país”. Ao mesmo tempo, ele destaca que uma das propostas do Partido Novo – o liberalismo – deve ser bem compreendida. “O Estado tem muitos penduricalhos e nossas propostas são de reduzir os gastos públicos e não aceitar quaisquer novos aumentos de impostos”.

Ele também enfatiza que o Novo está ganhando corpo graças à força do seu voluntariado. “As pessoas querem mudanças, mas também querem participar dessa reviravolta”. Rogério afirma que todos os candidatos do partido assinam um termo se comprometendo a reduzir pela metade os gastos, seja com assessores, seja com os tais “penduricalhos” oferecidos nos gabinetes.

A dupla de candidatos jundiaienses conta que a força da mobilização das redes sociais está fazendo papel fundamental – e o Novo já tem mais de dois milhões de seguidores (mais até que o Partido Democrata norte-americano). O Novo quer conquistar este ano de 20 a 30 cadeiras no Congresso (destas, de quatro a seis devem vir de São Paulo) e ontem, na apresentação do comitê jundiaiense, o que se ouvia era: “João Amoêdo (candidato à presidência) estará no segundo turno”.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/politica/partido-novo-inaugura-comite-em-jundiai-e-aposta-em-amoedo-no-segundo-turno/
Desenvolvido por CIJUN