Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Partidos apostam em debate na web

| 30/04/2014 | 11:11

As redes sociais são cada vez mais usuais no cotidiano dos políticos. Em ano eleitoral, não seria diferente. Atentos à decisão das urnas, que acontece em outubro, partidos investem na orientação de seus filiados para qualificar o debate e o embate de propostas na web.

Em Jundiaí, alguns seguem os diretórios nacionais e promovem oficinas, já outros têm apoio de profissionais para gerenciamento dos perfis. No último feriado prolongado, há uma semana, mais de dois mil filiados do PT participaram do Camping Digital, espécie de formação política e virtual oferecida pelo partido sobre o uso da internet.

A estrutura é grande e foi unida a outro programa do partido, o Horizonte Paulista, pela qual o ex-ministro da Saúde e pré-candidato ao governo do Estado, Alexandre Padilha (PT), percorre cidades paulistas e divulga também sua assinatura no Twitter @padilhando que, hoje, possui mais de 100 mil seguidores.

Presidente do PT Jundiaí, Arthur Augusto, compareceu ao evento e diz que, na cidade, também serão feitas oficinas de formação política. Padilha deve vir para a região de Jundiaí no fim de maio. “Não orientamos o conteúdo, mas damos meios e informações do partido para munir o usuário a fazer embate político nas redes.”

Em relação às críticas de outros partidos sobre a postura do PT – muitos dizem que a legenda faz guerrilha e se arma nas redes – Arthur diz que se houver denúncias contra o governo, filiados terão argumento para discussão e sem ataques. Assim também pensa o presidente do PCdoB e vereador Rafael Purgato. Mesmo que não inicie oficinas, ele diz que filiados estão atentos ao acirramento nas redes.

“Se vierem ataques, vamos reagir com propostas.” O partido, como outros, também possui site próprio que alimenta os filiados com informações de seus governos. Pré-candidato a deputado estadual e presidente do PSC, Enivaldo Ramos de Freitas, o Val, aposta no poder da web para conseguir votos e tem apoio de uma agência de marketing no manuseio de seu perfil. “Quem não tiver as redes como ferramenta, ficará pra trás”, diz.

Há um mês, o pastor evangélico reuniu seus filiados para uma reunião sobre os canais de comunicação do partido. Experiente em coordenação de campanhas, o presidente do PSDB, Fernando Souza, adota discurso contrário a treinamentos, mas diz que cada pré-candidato deve ter suas estratégias dentro do partido. “Seria algo muito artificial. A rede social tem que ser espontânea.”


Link original: https://www.jj.com.br/politica/partidos-apostam-em-debate-na-web/
Desenvolvido por CIJUN