Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Paulo Guedes demite Marcos Cintra

Angelo Augusto | 11/09/2019 | 19:49

O ministro da Economia, Paulo Guedes, demitiu o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra na tarde de hoje (11). O motivo da queda foi a divulgação antecipada de estudos para uma reforma tributária, incluindo a cobrança de uma taxação nos moldes da antiga CPMF. Ele ocupava o cargo desde o início do governo Bolsonaro.

Paulo Guedes afirmou ainda que a reforma tributária do governo só será divulgada depois do aval dele e do presidente. Durante a campanha e já como presidente, Bolsonaro negou por diversas vezes que recriaria a CPMF,
A permanência de Cintra no cargo ficou ameaçada depois de seguidos choques e tentativas de interferência do governo Jair Bolsonaro em relação à atuação da Receita. A cúpula do órgão optou por não trocar servidores mesmo com determinações do presidente e ficou enfraquecida com a suspeita de que servidores acessaram irregularmente dados fiscais de autoridades.
A informação da demissão foi dada por Marcelo de Sousa Silva, secretário especial adjunto da Receita Federal.

Na nota em que anuncia a exoneração do secretário, o ministério esclarece “que não há um projeto de reforma tributária finalizado. A equipe econômica trabalha na formulação de um novo regime tributário para corrigir distorções, simplificar normas, reduzir custos, aliviar a carga tributária sobre as famílias e desonerar a folha de pagamento”.

O ministério disse ainda que a proposta do governo “será divulgada depois do aval do ministro [DA ECONOMIA] Paulo Guedes e do presidente da República, Jair Bolsonaro”.
O auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto assume interinamente o cargo de Cintra. Ele atuava na área de fiscalização em Pernambuco até agosto, quando se tornou o novo subsecretário-geral no lugar de João Paulo Ramos Fachada, demitido em meio a pressões internas por substituições em cargos sensíveis.

Maia
Segundo o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), as negociações com o governo envolvendo o projeto apresentado pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP) não serão afetadas pela saída de Cintra. “Nós estamos andando. Recebemos hoje os 27 governadores que apresentaram um texto, pela primeira vez, todos unidos”, disse. “Um texto baseado na proposta do Bernard Appy e do Baleia com modificações que melhoram o texto, que ajudam a gente ter a federação unida.”
Questionado sobre por que o secretário havia sido demitido, Maia disse não saber os motivos, mas lembrou que Cintra defendia um tema com grande rejeição na sociedade.”


Link original: https://www.jj.com.br/politica/paulo-guedes-demite-marcos-cintra/
Desenvolvido por CIJUN