Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Paulo Skaf pretende combater violência com mais policiais nas ruas

| 03/10/2014 | 22:14

Uma das bandeiras do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, é a implantação do ensino integral no ensino fundamental num processo que custaria R$ 16 bilhões para ser executado em dez anos. Nesta entrevista, Skaf fala de suas propostas e diz como pretende combater a criminalidade: “Vou reduzir a burocracia para que tenhamos mais policiais militares nas ruas e mais policiais civis na investigação”.

APJ – Por que o sr. quer ser governador de São Paulo?
Skaf – Quero levar minha experiência de gestor privado, de gestor das entidades da indústria, de presidente da Fiesp, do Ciesp, do Sesi e do Senai para acabar com essa enrolação e fazer as coisas acontecerem de fato em São Paulo. Ao longo de toda a minha vida de mais de 20 anos na política associativa, sempre tive uma postura crítica em relação aos políticos, sobretudo os que fazem promessas vazias. Hoje, o que as pessoas querem é gestão, é ver resultados e não promessas, conchavos, negociação de cargos.

APJ – Qual vai ser a política de administração (gestão) do senhor para o Interior? Pretende criar escritórios regionais e descentralizar a administração?
Skaf – A proposta específica é justamente a descentralização administrativa por meio da criação de escritórios regionais. Hoje, a situação beira o absurdo. Um prefeito vem para São Paulo muitas vezes só para assinar convênios de valores baixos que não justificariam despesas como três horas de viagem, combustível e hospedagens, que são altíssimas.

APJ – Qual o diagnóstico que o sr. faz dos índices de criminalidade do Estado e como o sr. pretende conduzir a segurança pública, se eleito?
Skaf – A situação da segurança pública em São Paulo é muito grave. Nos últimos dez anos, o número de ocorrências de roubo de veículos subiu 40%, de latrocínio aumentou 14% e de roubo de cargas cresceu 29%. Temos que mudar essa realidade. Em primeiro lugar, é preciso dar condições de trabalho e estimular a polícia, e ao mesmo tempo cobrar resultados. Vou reduzir a burocracia para que tenhamos mais policiais militares nas ruas e mais policiais civis na investigação. É preciso definir uma política de segurança pública baseada em métodos modernos de análise de inteligência e planejamento, incorporando-se tecnologia e boas práticas de polícia preventiva.

APJ – Em relação à implantação do ensino integral em escolas públicas estaduais, como seria possível já que há superlotação e a construção de novas escolas é um processo demorado?
Skaf – Minha proposta é de implantação do ensino integral no ensino fundamental. É um processo que não vai começar do dia para a noite. É um processo de dez anos. Quando eu estiver deixando o governo do Estado, já terminando o mandato, em 2018, vamos ter 480 mil alunos da primeira à quarta série matriculados no ensino em tempo integral. Nos anos seguintes, vão para a quinta, para sexta, para sétima, para a oitava e para a nona série. Em dez anos, todos os 2,2 milhões de alunos do ensino fundamental estarão em tempo integral. Dez anos é tempo suficiente para fazer todas as obras e adaptações e toda a qualificação de mão de obra.

APJ – Na saúde, quais propostas, no curto prazo, se o senhor for eleito, pretende implantar em Jundiaí?
Skaf – O governo do estado precisa ter o controle da oferta, saber qual é a capacidade de atendimento em cada unidade de saúde do estado. É preciso unificar num sistema a oferta de exames e consultas com especialistas nos hospitais e Ames. E vamos construir 52 novos Ames e mais dez hospitais.

APJ – Temos um grande problema de mobilidade urbana, em que o trânsito para entrar e sair nas sete cidades (incluindo Jundiaí) do Aglomerado Urbano fica caótico. Como resolver isso?
Skaf – Estive recentemente no trevo da avenida Jundiaí com a saída para a rodovia Anhanguera e pude ver pessoalmente o drama dos motoristas que passam diariamente pelo local. E me comprometi em acelerar a construção de marginais e anéis viários para desafogar o trânsito na região. Tenho também o compromisso de implantar, nos primeiros anos de meu mandato, o trem entre cidades que sai de São Paulo, passa em Jundiaí e vai para Campinas. Isso vai ajudar a tirar carros das rodovias e ajudar na mobilidade urbana.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/paulo-skaf-pretende-combater-violencia-com-mais-policiais-nas-ruas/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN