Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

PCdoB decide se rompe com PT e apoia Skaf

| 20/06/2014 | 00:00

Apesar de integrantes do PCdoB em Jundiaí terem afirmado há poucos dias que a relação do partido com o PT estava “tranquila” e que o apoio a Alexandre Padilha (PT) ao governo do Estado era algo certo, a possibilidade de racha entre as duas legendas começa a ganhar corpo.

Dessa forma, um novo cenário poderá ser projetado para as eleições de outubro – e que pode ter consequências, inclusive, nas tratativas entre candidatos locais à Assembleia – com a transferência do apoio do PCdoB ao candidato Paulo Skaf, do PMDB, ao governo estadual.

“Estamos analisando a possibilidade de romper o apoio com o Padilha”, afirmou, na quinta-feira, o vereador e presidente do  PCdoB em Jundiaí, Rafael Purgato, após participar de uma reunião com a direção estadual de seu partido.  “Não estamos concordando com a forma como o PT está tratando o PCdoB na campanha. A relação está ruim”, reforçou Purgato.

Ele cita, como exemplos, que os ‘comunistas’ não participaram da coordenação de campanha de Padilha, que os petistas negociaram a suplência do Senado sem levar em conta o PCdoB e que o PT não abre mão das posições majoritárias. O laço do PCdoB com o PT, apesar de ser histórico, tem grandes chances de se desfazer.

Purgato informa que existe um prazo – até a próxima terça-feira, 24 – para que novas negociações sejam feitas e essa decisão de rompimento com o PT seja efetivamente oficializada. Segundo Purgato, o prefeito Pedro Bigardi também esteve na reunião de quinta e está de acordo com a possibilidade da nova configuração eleitoral.

Enquanto isso, conversações com o PMDB de Paulo Skaf já foram iniciadas, informou Purgato que, pessoalmente, vê com bons olhos o apoio do PCdoB a Skaf. “Ele demonstra boa perspectiva de enfrentar o (Geraldo) Alckmim (PSDB), pois vem aparecendo bem nas pesquisas, o que não ocorre com o Padilha, que não decola”, disse ele, ressaltando ainda que o PMDB é “mais de centro”, e não “radical”.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/pcdob-decide-se-rompe-com-pt-e-apoia-skaf/
Desenvolvido por CIJUN