Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Pela Ordem 29/04

| 30/04/2014 | 11:19

Caravana 1
O senador do Parlamento Italiano, Fausto Longo, que esteve terça-feira em Jundiaí, tem itinerário extenso pela América do Sul. Ele conta que permanece 30 dias na Itália e 10 dias em visitas na América.  Ele passou também pela Venezuela, onde afirma que a comunidade italiana sofre perseguições do governo. Diante de tantas demandas específicas de cada país, ele diz que o importante é entender a Itália que existe nesses locais e lutar pelos direitos deles.

Caravana 2
Entre as reivindicações dos ítalo-descendentes, o senador Fausto Longo conta que a maior é pela conquista da cidadania italiana. “Estamos lutando para que o governo italiano entenda que os descendentes são um patrimônio que poucos países têm e que este pode ser um nicho de consumo para a Europa como um todo.” Longo reconhece que a burocracia para obter a cidadania é extremamente desgastante.

Ano eleitoral
Sobre as eleições do Brasil neste ano, o senador do Parlamento Italiano, Fausto Longo, também se interessa. Segundo ele, entre os descendentes italianos no Brasil, há muitos eleitores. “Nenhum candidato entendeu ainda essa comunidade como um nicho importante de trabalho. Luto para a sociedade italiana se organizar e participar das eleições não só dando votos, mas exigindo o mínimo de comprometimento.”

Sessão 1
Em sessão desta terça-feira, às 18 horas, na Câmara de Jundiaí, vereadores discutem projeto de lei do vereador Paulo Sérgio Martins (PPS), que proíbe queima de fogos de artifício e shows pirotécnicos em áreas de proteção ambiental ou de proteção permanente do município, como áreas próximas da Serra do Japi e outras rurais. O projeto faz adendo à lei 2.405/80, que prevê penalidade e fiscalização para algumas práticas relacionadas a estas áreas.

Sessão 2
O vereador de Jundiaí, Paulo Sérgio Martins (PPS), explica que, se seu projeto for aprovado, a pessoa física que fizer a queima de fogos será punida com multa, o que não era previsto antes. “A prefeitura terá que adequar como irá estabelecer a nova regra. É algo para conscientizar as pessoas antes de festas juninas e Copa do Mundo. Cachorros e animais silvestres até vão para as estradas fugindo dos fogos”, argumenta ainda o vereador.

Comemoração
O senador Fernando Collor (PTB-AL), quem diria, comemorou, na terça-feira, na tribuna do Senado, o resultado do julgamento do Supremo Tribunal Federal, em que foi acusado de envolvimento em esquema de desvio de verba pública. “Em verdade, esse novo julgamento, essa nova absolvição possui, em especial, o mérito e a virtude de passar a limpo o País no que tange ao meu período à frente da Presidência da República”, disse.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/pela-ordem-2904/
Desenvolvido por CIJUN