Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prefeitura retira projeto do IPTU da pauta da Câmara Municipal

Bárbara Nóbrega Mangieri . bmangieri@jj.com.br | 13/12/2017 | 08:21

A Câmara de Jundiaí não votou, na sessão desta terça-feira (12), o projeto que aumentaria em até 25% o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) na cidade. A propositura foi retirada pelo prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) após duras críticas da população. A retirada foi anunciada em vídeo divulgado por Luiz Fernando em suas redes sociais. Na gravação, o prefeito afirmou que entende a população, mas que o dinheiro seria necessário. “Temos sensibilidade e sabemos das dificuldades que todos estão vivendo nessa crise, mas sem os recursos adicionais do IPTU, será mais difícil e demorado melhorar os serviços públicos”. A remoção foi anunciada novamente no início da sessão da Câmara, que estava lotada e teve clima tenso.

Revolta
A polêmica uniu grupos que costumam brigar entre si. Membros do Movimento Brasil Livre (MBL), professores, representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí (SindSerjun), integrantes dos partidos Novo e Socialismo e Liberdade (PSOL) se juntaram em gritos de protesto em toda a sessão. O povo vaiou todos os vereadores que tentaram se pronunciar durante a votação dos demais projetos – em alguns casos, até virou as costas -, fez “apitaço” e entoou diversas palavras de ordem como “Ô Câmara, que papelão, arregou na votação” e até pedidos de impeachment: “Fora Luiz” e “Fora Martinelli”. Durante a suspensão da sessão, que durou cerca de 45 minutos, o povo ameaçou invadir a área reservada aos vereadores. Ele gritava: “Se não for trabalhar, o povo vai ocupar”.

Apenas durante a fala do vereador Wagner Ligabó (PPS) o público fez silêncio e, inclusive, aplaudiu o parlamentar. Nos bastidores, Ligabó afirmou que se encontrou com o prefeito durante a manhã e criticou a comunicação de sua gestão. “Ele podia ter feito vídeos, ter explicado mais”, disse. “Eu avisei que seria um tiro no pé votar este projeto na penúltima sessão do ano”. O vereador suplente Gustavo Checchinato (PPS), que afirmou em reportagem anterior do JJ estar “ansioso para ver o circo pegar fogo”, disse que é preciso ter mais respeito durante os protestos. “O povo precisa ter mais cultura e vir aqui com ideias inteligentes, não com baixaria”, opina.

Tribuna Livre
Na Tribuna Livre, todos reclamaram da proposta que queria aumentar o IPTU. Josinaldo Francisco Lira, o “Irmão da Lojinha”, que ocupou a cadeira de Márcio Cabeleireiro (PMDB) em julho, culpou os parlamentares da cidade. “Vocês fazem tudo que o prefeito quer! Não tem nenhum vereador de pulso firme aqui”, afirmou. O comerciante Roberto Rezente também falou contra o PL. “Ficaremos atentos a mais surpresas na calada da noite”.


Rui Carlos/Jornal de Jundiaí
Link original: https://www.jj.com.br/politica/prefeitura-retira-projeto-do-iptu-da-pauta-da-camara-municipal/
Desenvolvido por CIJUN