Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Projeto “Patrimônio 360º” na Câmara de Jundiaí e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto | 12/12/2019 | 07:30

Projeto “Patrimônio 360º” na Câmara de Jundiaí

A Câmara de Jundiaí sediará hoje (12), às 10h30, ato simbólico para lançamento do projeto ‘Patrimônio 360º’ no Poder Legislativo. Por meio dele, o prédio da Câmara poderá ser visitado virtualmente, assim como outros equipamentos culturais da cidade que já integram o programa da Unidade de Gestão de Cultura de Jundiaí. A visita poderá ser feita sem sair de casa, através de smartphones e tablets.

Núcleo assistencial “Casa do Caminho”

Durante a sessão de terça-feira (10) da Câmara de Jundiaí, o Núcleo Assistencial Casa do Caminho foi declarado como instituição de utilidade pública. O núcleo atua, entre outras áreas, na humanização do ambiente hospitalar de instituições de saúde da cidade de Jundiaí-SP, utilizando voluntários vestidos de palhaço.

Mutirão do MEI apresenta recorde

Os resultados do Mutirão do MEI, realizado em novembro – e que tiveram participação recorde este ano – foram apresentados em um encontro no Paço Municipal na manhã de quarta-feira (11). O evento reuniu representantes de todas as entidades participantes, como Sebrae-SP, Sincomercio, INSS e administração municipal, e contou com um agradecimento especial do prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB).

Bolsonaro elogia prisão de brigadistas

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quarta-feira (11) os quatro brigadistas de Alter do Chão que foram soltos em novembro após terem sido apontados como suspeitos de terem iniciado incêndios em área de proteção ambiental em polêmico inquérito da Polícia Civil. “Pegou pessoal que ganhava dinheiro de ONGs para tocar fogo no Brasil, e a imprensa em grande parte defendendo”, disse.

“Universidades federais são centros de drogas”

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, reafirmou na quarta-feira (11) em audiência na Câmara que universidades federais são locais de plantações de maconha e provocou bate-boca com parlamentares. Segundo ele, “as plantações de maconha são reflexo de um consumo desenfreado nas universidades”. A declaração foi dada logo no início de sua fala, quando se iniciou discussões.

“Brasil deve focar no samba”

Para o presidente da empresa chinesa Huawei, com as medidas tomadas pelo governo e a parceria com empresas para o desenvolvimento tecnológico, o Brasil não deve se preocupar e pode “se dedicar mais ao samba, que nunca poderá ser substituído pela inteligência artificial”. Ren Zhengfei afirmou que os Estados Unidos tratam a América Latina como seu quintal e que objetivo da empresa é ajudar.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/projeto-patrimonio-360o-na-camara-de-jundiai-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN