Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Protestos na Câmara resultam em rejeição de nova moção

ISABELA CRISTÓFARO | 07/03/2019 | 21:40

Mais de 20 mulheres voltaram à Câmara de Jundiaí nesta quinta-feira para protestar contra a moção do vereador Douglas Medeiros (PP), que foi rejeitada por falta de quórum.
A pauta faz referência ao apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do ex-Senador Magno Malta, que acrescenta à Constituição a explicitação da “inviolabilidade do direito à vida desde a concepção”.
Os vereadores ausentes foram Edicarlos Vieira (PSD) ,Gustavo Martinelli (PSDB), Leandro Palmarini (PV), Marcelo Gastaldo (PTB) e Adriano Santana dos Santos (PR).
Durante a Tribuna Livre houve críticas à moção anterior de Medeiros. A médica Helena Cristina Alves de Oliveira foi aplaudida pelas manifestantes e falou o que a fez voltar à casa Legislativa.
“Voltei aqui para explicar aos vereadores e à população que a pílula do dia seguinte não é abortiva, mas contraceptiva e que o termo ‘profilaxia’ utilizado como justificativa na moção anterior foi equivocada”, diz.
Os atos de protesto prevaleceram durante toda a sessão, fazendo com que o presidente da Casa, Faouaz Taha (PSDB) solicitasse ordem durante a votação e a fala dos demais vereadores.
Na discussão de sua moção, Douglas Medeiros (PP) iniciou homenageando as mulheres e agradecendo-as por gerar o dom da vida. Ainda ressaltou a importância de se respeitar o dom da vida humana em todas as circunstâncias.

Outros projetos
Durante a 93° sessão, houve a votação de dois projetos extras, do vereador Cristiano Lopes (PSD), que prevê políticas públicas em defesa dos direitos das mulheres e da instituição do Programa Tempo de Despertar, de reflexão e conscientização de autores de violência doméstica, ambos aprovados.
Os demais projetos da sessão da Câmara desta quinta-feira (7) foram aprovados, com exceção do Projeto de Lei N°12.794/2019, do vereador Edicarlos Vieira, que institui no calendários municipal de eventos o Dia da Luta Pela Saúde da Mulher e o Dia da Redução da Mortalidade Materna.

T_camara


Link original: https://www.jj.com.br/politica/protestos-na-camara-resultam-em-rejeicao-de-nova-mocao/
Desenvolvido por CIJUN