Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

PSL quer suspender deputados

FolhaPress | 27/11/2019 | 19:10

O conselho de ética do PSL d<CW-32>ecidiu nesta quarta-feira (27) recomendar ao presidente do partido, Luciano Bivar (PE), advertências e suspensões a 18 parlamentares que formaram a ala bolsonarista na disputa de poder na legenda que ocorreu em meados de outubro.

Eduardo Bolsonaro (SP), Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG) e Daniel Silveira (RJ) receberam a penalidade mais dura, de suspensão por 12 meses.

As recomendações ainda serão comunicadas a Bivar, que está fora do país e será responsável por validar as punições. A homologação deve ocorrer após reunião do Diretório Nacional do PSL, na próxima segunda-feira (2).

Carlos Jordy (RJ) pode ser suspenso por sete meses, enquanto Carla Zambelli (SP) e Bia Kicis (DF) devem receber suspensão de seis meses.  Outros parlamentares receberam penalidades mais brandas, como Aline Sleutjes (PR) e Hélio Lopes (RJ), que só serão advertidos.

A suspensão acarreta afastamento da atividade parlamentar. Os deputados podem ser retirados de comissões das quais são membros, por exemplo. Eduardo deve perder o posto de líder do PSL na Câmara, mas manterá a presidência da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional por ter sido eleito pelos membros para o posto.

Uma nova lista deve ser passada para a escolha do líder do partido na Câmara. Segundo Júnior Bozzella (SP), segundo vice-presidente do PSL, é cedo para falar de nomes. “Todo mundo está cauteloso, ninguém está se apresentando”, disse.

Para Bozzella, não se trata de uma retaliação pela guerra das listas vencida pela ala bolsonarista em outubro. “Só estamos fazendo valer a organização e a regra partidária daqueles que passaram dos limites”, defendeu. “É para mostrar que não é algo pessoal, mas que o partido tem regras. Quando você acusa, xinga, agride e desrespeita o código de ética, não tem como passar impune.”


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/psl-quer-suspender-deputados/
Desenvolvido por CIJUN