Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Reclamações sobre ônibus marcam sessão da Câmara de Jundiaí

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI | 07/11/2018 | 06:00

A sessão ordinária da Câmara de Jundiaí na noite desta terça-feira (6) foi marcada pela quantidade de reclamações que os parlamentares têm recebido da população sobre o transporte público da cidade. A onda de relatos começou com o vereador Dika Chique-Chique (PR), que afirmou, durante uma questão de ordem, que têm recebido inúmeras reclamações sobre os atrasos dos ônibus. “A população quando bate na porta do vereador é porque tem uma questão que já está incomodando há muito tempo”, disse. “A população vem se atrasando no serviço e perdendo consultas médicas porque os ônibus não cumprem os horários”.

Ele lembrou que a Prefeitura de Jundiaí gasta uma quantia salgada todos os meses com o subsídio das passagens. “São mais de R$ 137 mil por mês e a passagem é uma das mais caras. Alguém tem que tomar providências ou dar alguma explicação”, finalizou. Sua fala foi amplamente aplaudida pelo público presente no plenário, que se identificou com os relatos.

Os colegas Faouaz Taha (PSDB), Antonio Carlos Albino (PSB), Romildo Antônio (PR) e Valdeci Vilar (PTB) também relataram terem recebido uma infinidade de reclamações sobre atrasos nos horários e ônibus quebrados ou sujos. “Pode ser que a manutenção mecânica seja feita, mas a carroceria permanece a mesma”, disse Valdeci. Em resposta, o vereador Roberto Conde (PRB), que preside a Comissão de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (CIMU), pediu que os parlamentares elaborassem um ofício a ser encaminhado ao gestor de Mobilidade e Transporte, Silvério Ribeiro.

O presidente da Casa, Gustavo Martinelli (PSDB), endossou as reclamações, convidou o gestor a comparecer à Câmara para prestar esclarecimentos e pediu à direção legislativa que elaborasse um ofício para ser enviado tanto ao gestor quanto às empresas responsáveis pelo transporte público em Jundiaí.  “Temos que questionar esta concessão que funcioná há muitos anos na cidade sem concorrência. O monopólio desta empresa é preocupante, a passagem só aumenta, a prefeitura paga subsídio e a qualidade do transporte permanece ruim”, opinou.

Na tarde desta terça, a prefeitura divulgou a chegada de 70 novos ônibus na frota da cidade até janeiro de 2019. De acordo com a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), 28 veículos novos com entrada USB já estão circulando nas ruas da cidade. Até dezembro, outros 22 carros serão disponibilizados e, no início do ano que vem, mais 20. Toda a frota de 300 veículos conta com quatro câmeras de vigilância e GPS. As ações do programa Mobilidade Total também incluem a revitalização de terminais e reorganização das linhas, além da ampliação nas formas de cobrança da passagem.

Foto: Bárbara Nóbrega Mangieri

Foto: Bárbara Nóbrega Mangieri


Link original: https://www.jj.com.br/politica/reclamacoes-sobre-onibus-marcam-sessao-da-camara-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN