Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Taxistas pressionam Câmara e projeto é aprovado sem análise

| 30/09/2014 | 22:08

Proposto em urgência pelo Executivo para votação durante sessão extraordinária na noite desta terça-feira (30), na Câmara de Jundiaí, o projeto de lei que altera 14 artigos da lei municipal de prestação dos serviços dos taxistas de Jundiaí foi aprovado sem análise prévia por parte dos vereadores da Casa. Cerca de 60 representantes da categoria acompanharam a votação e pressionaram os vereadores com vaias e aplausos.

Um debate entre os vereadores acalorou ainda mais a discussão. Logo que foi apresentado pelo presidente da Câmara, Gerson Sartori (PT), o projeto foi questionado pelo vereador Valdeci Vilar Matheus (PTB). “Este item chegou ao nosso conhecimento em última hora, por isso proponho o adiamento da votação e solicito a presença dos representantes da Secretaria de Transportes de Jundiaí e a realização de uma audiência pública para ouvir os taxistas”, disse. Exaltados, alguns taxistas ergueram o tom da voz na plateia, o que gerou a suspensão da sessão por dois momentos. 

Após interrupções, o projeto foi aprovado por 17 votos. Agora, o texto segue para o Executivo, que já se colocou favorável em alterar os artigos solicitados pelos taxistas. Entre as novas regras, a concessão do ponto de táxi passa de 5 para 15 anos, podendo ser renovável por mais 15 anos.

A sessão extraordinária da noite de ontem contou também com a aprovação do financiamento da Caixa Econômica Federal para execução de obras do programa de infraestrutura para a mobilidade urbana de Jundiaí, orçadas em R$ 10 milhões.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí desta quarta-feira (01) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/taxistas-pressionam-camara-e-projeto-e-aprovado-sem-analise/
Desenvolvido por CIJUN