Política

Temer recua sobre veto a reajuste do orçamento do MEC

O presidente Michel Temer recuou da decisão de vetar um trecho da LDO 2019 (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que dizia que o orçamento do Ministério da Educação seria reajustado com base na inflação. Temer sancionou nesta terça-feira (14) a LDO de 2019, texto que serve como base para o Orçamento do ano que vem.

Em entrevista coletiva para tratar da sanção do texto, que teve 17 vetos, o ministro Esteves Colnago (Planejamento) chegou a afirmar que o trecho seria vetado. De acordo com o Palácio do Planalto, o presidente voltou atrás e decidiu manter o reajuste dos recursos para a pasta com base na inflação. A decisão ocorre num momento em que o governo enfrenta dificuldades para controlar as contas públicas. A equipe econômica estima um deficit fiscal de R$ 139 bilhões para o ano que vem. A LDO será publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (15). [caption id="attachment_19586" align="aligncenter" width="1300"]Foto: divulgação Foto: divulgação[/caption]

Notícias relevantes: