Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

TSE nega irregularidades nas urnas eletrônicas

FOLHAPRESS | 07/10/2018 | 22:54

Por conta das inúmeras denúncias sobre problemas no momento da votação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou em seu site nota em que contestou a veracidade das acusações, principalmente em relação a votos para presidente que não estariam sendo processados por algumas urnas eletrônicas. “São utilizados diferentes modelos de urnas eletrônicas nas seções eleitorais, e a velocidade de processamento e posterior encerramento dos votos, após o eleitor apertar a tecla confirma, é diferente de acordo com o modelo da urna eletrônica.

A urna mais atual – modelo 2015 – processa os votos mais rapidamente que a urna mais antiga – por exemplo, modelo 2008. Para comprovar, foram feitas filmagens na auditoria de votação paralela em duas urnas, uma modelo 2015 e outra modelo 2008, para que o eleitor entenda como se dá o encerramento da votação e tenha a segurança de que todos os seus votos são devidamente registrados pela urna eletrônica”.

A Justiça Eleitoral também garantiu que é falso um vídeo que circula na internet mostrando uma urna “autocompletar” o voto para presidente. “Os vídeos não mostram o teclado da urna, onde uma pessoa digita o restante do voto. Não existe a possibilidade de a urna auto completar o voto do eleitor, e isso pode ser comprovado pela auditoria de votação paralela, nos mesmos vídeos abaixo”, finaliza o TSE.

T_tse1


Link original: https://www.jj.com.br/politica/tse-nega-irregularidades-nas-urnas-eletronicas/
Desenvolvido por CIJUN