Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vereadores iniciam conversas para definir nova presidência

| 14/10/2014 | 21:56

Em plena corrida pelo 2º turno presidencial no País, vereadores de Jundiaí esquentam também o debate sobre o próximo parlamentar que estará à frente da Câmara Municipal. A intenção é que as bancadas dos partidos se reúnam logo após o dia 26 e fortaleçam um consenso sobre o novo presidente. Conversas já acontecem e a eleição do cargo só será feita em dezembro, na última sessão ordinária antes do recesso.

Ainda que não haja nada formalizado, como argumentam os colegas, alguns nomes aparecem como os mais cotados nos bastidores da Câmara, entre eles o do líder de governo, Marcelo Gastaldo (PTB), e o do vice-presidente, Paulo Sérgio Martins (PPS). “Ser líder não necessariamente influencia. É uma decisão totalmente interna e todos têm legitimidade para pleitear. Creio que seja difícil algum vereador não querer ser presidente”, despistou Gastaldo, bem falado pelo próprio presidente que deixará o mandato, Gerson Sartori (PT).

“Ele tem a credencial com três mandatos, mas temos outros nomes também”, disse o petista, ontem, durante sessão na Casa. Sartori espera que o novo presidente dê continuidade ao seu papel de articulador. “Aprovamos projetos importantes do Executivo e da Casa, como as sessões noturnas e a Tribuna Livre. Sou muito agradecido e vamos discutir com tranquilidade”, frisou.

Seu vice, Paulo Sérgio (PPS), também revelou discurso de gratidão. “Já estamos começando a conversar. A escolha deve ser unânime. A Câmara foi bem nesses dois anos. Agradeço aos colegas, mas ainda precisamos conversar. Não quero deixar de ser delegado.” Para Rogério Silva (PHS), que compõe a mesa diretora, no próximo mês, haverá uma definição. “Temos vários nomes importantes. Além de Gastaldo e Paulo Sérgio, vejo Gustavo Martinelli (PSDB) como preparado. Ele foi o vereador mais votado.” Parlamentares da oposição, no entanto, não são os preferidos para o cargo.

“Geralmente é alguém afinado ao projeto de governo”, lembrou Paulo Malerba (PT) que disse ainda não ter participado de conversas. “Vamos reunir as bancadas, a base do governo para se posicionar.” Na opinião do veterano entre os tucanos da Casa, José Galvão Braga Campos, o Tico (PSDB), que evita já falar de apoio a alguém, o próximo presidente deve ter experiência. “Esse é um tema que, historicamente, se define às vésperas. É um cargo institucional e a pessoa tem que ter um traquejo. Eu diria que temos 18 bons candidatos”, ironizou.

Homenagem e projetos – Ontem, durante sessão, vereadores homenagearam 12 professores da cidade em menção ao Dia do Professor (hoje). Cada bancada indicou um homenageado, presenteado com flores e o diploma intitulado ‘Professor Paulo Freire’. Projetos de denominação de rua também foram aprovados, o que lotou a plateia da Casa.

O reajuste do salário de auxiliares de enfermagem da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ) passou sem discussão e o projeto ilegal de Zé Dias (PDT), que previa fornecimento de kit maternidade às gestantes que fizessem o pré-natal, foi rejeitado. Projeto de Valdeci Vilar (PTB), que regulariza o comércio de recicláveis, também foi aprovado na Casa.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/vereadores-iniciam-conversas-para-definir-nova-presidencia/
Desenvolvido por CIJUN