Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cabreúva aposta na fé e aventura de seu turismo

| 08/05/2014 | 11:34

Cabreúva irá comemorar 155 anos, neste 24 de março, apostando em todo o potencial turístico para alavancar a economia e alçar o município ao mapa do turismo nacional. O ponto alto da festa de aniversário será o show com a banda Jota Quest. O segmento turístico é conhecido pela hospedagem de qualidade e pela ampla diversidade.

O município de 45.112 habitantes, segundo levantamento do IBGE de julho de 2013, está em uma Área de Proteção Ambiental (APA), e tem empreendimentos que oferecem atrações em inúmeras vertentes. Uma delas é o turismo de saúde com spas de qualidade, instalados em meio à mata exuberante da Serra do Japi e que mantém este tipo de negócio em alta durante todo o ano.

No turismo de aventura a cidade oferece dezenas de trilhas que recortam a vegetação das fazendas e propriedades rurais e que atraem trekkers e ciclistas de todo o país, inclusive para competições. Há também o ´turismo da fé´ porque a cidade integra o Caminho da Fé, rota de pouco mais de 200 quilômetros, que nasce em Santana do Parnaíba e leva até Águas de São Pedro, e que atrai dezenas de peregrinos, vistos com seus cajados semanalmente subindo a pé a Serra do Japi.

As atrações, como se vê, passam muito longe do tradicional – e Cabreúva pode se orgulhar, inclusive, de ter, em seu território, o maior templo de budismo Kadampa do mundo: o templo foi construído no distrito do Jacaré, já em meio à Serra do Japi – e também é local que atrai centenas de turistas em busca de meditação e de reflexão.

Cabreúva também é famosa pela qualidade da cachaça que sai de seus alambiques – que também produzem doces artesanais, como a rapadura e ainda batidas e licores. O marco de fundação do município, a Matriz Nossa Senhora da Piedade, também é um local muito visitado, pela beleza de sua arquitetura. Também é ali que os peregrinos do Caminho do Sol ganham o ´carimbo´ que autentica a visita.

O investimento no setor turístico ganhou força com a criação do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), em 2013. O órgão, independente do poder público, é formado por empresários do setor e trabalha ativamente, buscando investimentos, somando forças, desenvolvendo projetos e buscando parcerias que façam o setor seguir em ritmo de crescimento.

O Comtur está, ao lado da Prefeitura (através da Secretaria Municipal de Turismo), lutando para que Cabreúva seja reconhecida como “município de interesse turístico” (MIT). Um projeto de lei que cria os MITs tramita na Assembleia Legislativa. Assim que a lei for promulgada, os municípios que tiverem cumprido todos os requisitos poderão se beneficiar de uma verba a ser destinada pelo Estado para investimento em turismo.

Ao mesmo tempo, Cabreúva integra o Roteiro dos Bandeirantes (que tem nove municípios, no total) – grupo que trabalha junto na criação de rotas turísticas que envolvam as cidades integrantes.

E batalha, igualmente (e ao lado de Itu) para abocanhar uma fatia do turismo que será movimentado com as delegações de Rússia e Japão – que virão disputar a Copa do Mundo e ficarão hospedadas em Itu. A apenas 25 quilômetros da cidade vizinha, Cabreúva também espera que suas atrações turísticas marquem um golaço durante o Mundial.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/cabreuva-aposta-na-fe-e-aventura-de-seu-turismo/
Desenvolvido por CIJUN