Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Campo Limpo reduz tarifa de ônibus, mas não agrada população

Angelo Augusto Santi | 17/06/2020 | 20:57

O prefeito de Campo Limpo Paulista, Japim Andrade (PROS), sancionou nesta semana a lei que reduz o valor da tarifa do transporte público municipal de R$ 4,70 para R$ 2,70. Com a nova medida, que entra em vigor no dia 1º de julho, a prefeitura investirá R$ 2,4 milhões semestrais em subsídios para compensar a diminuição, esclarecendo que “a quantia é uma composição de parte da arrecadação de 2019, somada com o primeiro quadrimestre de 2020 e com alguns valores repassados pela União, que geraram um excesso no tesouro do município”. A quantia será repassada diretamente à empresa Rápido Luxo Campinas, responsável pelo serviço.

O Executivo municipal também garantiu que não haverá aumento de impostos para compensar o subsídio. Consta no texto aprovado que a medida visa reduzir o impacto negativo na economia acarretado pela pandemia, beneficiando todo cidadão e, de forma acentuada, as empresas, que terão menor custo com o transporte público de funcionários. “Ao reduzir o custo do empregador, eu reduzo a probabilidade de lojas, prestadores de serviço ou empresas terem que demitir pessoas, o que afetaria mais famílias”, afirma Japim.

No entanto, a nova lei não foi recebida com bons olhos por boa parte da população. Nas redes sociais, munícipes registraram reclamações a respeito do serviço prestado pela empresa de transporte, que possui um contrato que estabelece o monopólio do serviço no município. Outra reclamação é a de que os R$ 2,4 milhões poderiam ter sido destinados a outras áreas, como um auxílio para aqueles que perderam seus empregos e fontes de renda, ou em investimentos na área da Saúde.

A redução da tarifa foi aprovada pelo voto de oito vereadores: Daniel Mantovani, Jurandir Caçula, Cristiane Damasceno, Ana Paula Casamassa, Valdir Arenghi, José Riberto, Paulo dos Santos e Dulce do Prado. Os vereadores que votaram contra a redução foram Marcelo de Araújo, Evandro Gióra, Denis Braghetti e Leandro Bizetto.
A redução da passagem de ônibus será permanente e foi elaborada nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O novo valor permanecerá após o término da pandemia e o contrato com a Rápido Luxo Campinas é originário da administração de 1999, tendo validade até 2029.

No dia 15 de março, a Agência Reguladora de Trânsito de São Paulo (Artesp) realizou o aumento da passagem dos ônibus interurbanos, em 9,09%. Com isto, os usuários de Campo Limpo Paulista passaram a pagar R$ 5,40. A Prefeitura de Campo Limpo entrou com uma ação no Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) por não concordar com o reajuste da tarifa.

Procurada, a Rápido Luxo não se manifestou até o fechamento desta edição.


Angelo Augusto Santi
Link original: https://www.jj.com.br/regiao/campo-limpo-reduz-tarifa-de-onibus-mas-nao-agrada-populacao/
Desenvolvido por CIJUN