Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Captação irregular deixa sistema à beira do colapso, diz Prefeitura

| 15/10/2014 | 07:03

A crise hídrica provocada pela escassez de chuvas aliada à captação irregular de água do Rio Jundiaí, está colocando em risco o sistema de abastecimento domiciliar e industrial de Campo Limpo Paulista. Segundo nota da assessoria de imprensa da Prefeitura, o sistema está à beira de um colapso.
 
No final de semana, para evitar a falta d´água em algumas regiões da cidade, a Sabesp retirou água do lago de recreação de Jardim Marchetti. Durante uma hora, carregou 10 caminhões pipa para abastecer emergencialmente a Estação de Tratamento de Água (ETA). Devido a mortandade de peixes, moradores avisaram a Cetesb, cujo agente fez um acordo com a Sabesp: o lago terá de ser reabastecido.

Cerca de 50 agricultores rurais da região do Pau Arcado, Bairro da Yara, já em território de Atibaia, vêm captando irregularmente, sem licença ambiental, cerca de 200 litros por segundo do Rio Jundiaí, durante o dia, prejudicando sensivelmente a produção da Sabesp, cuja vazão, hoje, é de 441 litros por segundo, quando deveria tratar cerca de 540 litros para garantir o abastecimento da população.
 
Os níveis do Rio Jundiaí e da ETA estão num cenário crítico e, caso venham as chuvas previstas para a próxima semana, o abastecimento de água estará garantido até dezembro, incluindo também a cidade de Várzea Paulista.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/captacao-irregular-deixa-sistema-a-beira-do-colapso-diz-prefeitura/
Desenvolvido por CIJUN