Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cidade recebe 11 médicos de Cuba que atenderão em casa

| 12/04/2014 | 09:51

Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de sete bairros de Várzea Paulista receberão, nos próximos dias, 11 médicos cubanos para atender a rede básica. Eles foram apresentados nesta terça-feira (22), na sede da Secretaria de Saúde da cidade, e vieram por meio do programa Mais Médicos, do governo federal.

Entre as atribuições dos novos profissionais – que integrarão o Programa Saúde da Família – está a visita a pacientes de casa em casa. Jundiaí também recebeu  nesta terça-feira (22) quatro médicos cubanos pelo programa federal. De acordo com o secretário de Saúde de Várzea Paulista, José Roberto Spinucci, os novos 11 médicos – três homens e oito mulheres – deverão suprir a carência do município na parte de Saúde da Família.

Como vem apontando o Jornal de Jundiaí Regional em seu programa JJ nos Bairros, uma das principais reclamações de moradores de diferentes locais de Várzea Paulista é a falta de médicos nas UBSs. Na edição desta terça-feira (22), a reportagem mostrou que faltam médicos e medicamentos na UBS do Jardim Buriti – bairro que não consta na lista daqueles que receberão os cubanos, citados nesta terça-feira (22) pelo próprio secretário.

Entre os bairros estão Vila Real, Jardim América 4, Promeca e Vila Marajó. “Fomos comunicados há 15 dias da vinda desses médicos e que deveríamos nos preparar para recebê-los”, conta Spinucci, sobre o aviso do governo federal. Os novos profissionais deverão começar a trabalhar em uma semana, pois algumas questões burocráticas devem ser feitas nos próximos dias. Eles receberão um salário de R$ 10 mil cada para trabalhares 40 horas semanais.

A visita às casas de pacientes estão incluídas nessa carga horária. O contrato com os novos médicos é de três anos, podendo ser renovado por mais três. Os cubanos estavam na Venezuela e chegaram  nesta terça-feira (22) em São Paulo. Um ônibus foi buscá-los no aeroporto e os trouxe à sede da Saúde de Várzea. Alguns estavam cansados e não quiseram falar com a reportagem.

Até encontrarem uma casa para alugar, os médicos ficarão em um hotel em Campo Limpo Paulista, contratado pela prefeitura de Várzea. Além do secretário de Saúde, vereadores e membros da Conselho de Saúde da cidade estiveram no evento, bem como o prefeito Juvenal Rossi (PV). Ele salientou que a ida de casa em casa é importante não apenas para atender aos necessitados, mas também para descobrir novos problemas, tratá-los e evitar assim que o hospital e outras unidades sejam sobrecarregados.

Ao falar para os médicos e apresentá-los, Juvenal lembrou as dificuldades da cidade, que tem a terceira maior densidade demográfica do Estado, com 120 mil habitantes em 36 km. Além disso, o prefeito lembrou alguns impasses na saúde, como uma herança de dívidas deixada pela antiga administração.

Entre os 11 médicos cubanos recém-chegados está a clínica geral Nedelys Mendez, 29 anos. Segundo ela, o maior desafio, agora, é ser aceita pela população da cidade. “A cultura do Brasil é parecida com a nossa”, disse a médica, que ainda não conhecia o País.

O clínico Meikel Lorenzo Tejeda, 31, também não conhecia o Brasil. “Deixei parentes em Cuba para viajar e ajudar quem mais precisa no Brasil, incluindo populações carentes.” Os médicos cubanos poderão receber um apoio também com aulas de língua portuguesa, explicou o secretário de Saúde .

Jundiaí
Os quatro médicos que chegaram a Jundiaí –  duas mulheres e dois homens – irão atuar nas unidades de saúde do Parque Centenário, Vila Esperança e dois deles no Jardim São Camilo. Os novos profissionais foram recebidos  nesta terça-feira (22) pelo prefeito Pedro Bigardi (PCdoB). Com a chegada desse grupo, o Mais Médicos conta com cinco profissionais em Jundiaí.

Anteriormente, o jundiaiense Fábio Savoy retornou à cidade em fevereiro também pelo programa depois de cumprir serviços para a Marinha na região amazônica e está atuando na UBS Novo Horizonte.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/cidade-recebe-11-medicos-de-cuba-que-atenderao-em-casa/
Desenvolvido por CIJUN