Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Várzea falta água, mas não haverá racionamento

| 20/10/2014 | 19:29

O prefeito de Várzea Paulista Juvenal Rossi participou do encontro do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), realizado nesta segunda-feira (20), em Itupeva, e afirmou que as faltas d‘água relatadas por moradores de vários bairros daquela cidade, são provenientes das manobras técnicas realizadas para manter o abastecimento da população de mais de 115 mil habitantes – estimado para esse ano, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Fui pessoalmente até o Jardim América e identifiquei que a pessoa que reclamou de falta de água não tinha caixa, então percebeu que houve interrupção por alguns momentos. Isso acontece porque os técnicos da Sabesp precisam fazer as manobras para garantir o abastecimento. Precisam desligar bombas para conectar em outras”, explica. Rossi salienta que o bairro onde mora, Cruz Alta, é o mais alto da cidade, então seria um o primeiro a perceber o desabastecimento.

Apesar da negativa do administrador de Várzea Paulista, no Jardim Felicidade, condomínios colaram cartazes com avisos sobre a interrupção no abastecimento diariamente no período noturno. Segundo nota da assessoria da Sabesp “apesar do período de estiagem e das altas temperaturas, não há racionamento ou rodízio de água em Campo Limpo Paulista, Itupeva e Várzea Paulista. Apesar da baixa vazão do nível dos mananciais que atendem as cidades, a empresa tem mantido o abastecimento para a população.” A empresa ainda esclarece que tem adotado medidas para garantir o abastecimento nos três municípios, mas é fundamental que a população use a água de forma consciente, evitando o desperdício.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/em-varzea-falta-agua-mas-nao-havera-racionamento/
Desenvolvido por CIJUN