Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Famílias sem-teto procuram pelo CRAS

| 12/05/2014 | 10:02

Durante a tarde de ontem, 24 famílias que ocupavam uma área particular no Jardim Paulista, em Várzea Paulista, procuraram o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da região Norte, na Vila Real, para se cadastrar. Após serem avaliadas socialmente, elas receberam orientações do poder público. As famílias saíram da área particular na manhã da última terça-feira, após uma ação de reintegração de posse feita pela Polícia Militar.

Segundo o secretário de Comunicação e Governo da Prefeitura de Várzea Paulista, David Alexandre da Silva, seis das 24 famílias estão em situação mais crítica, sem um lugar para morar e deverão ter sua situação resolvida nos próximos dias, com abrigamento provisório.

Atualmente, essas seis famílias se encontram em um barracão organizado por um dos líderes do movimento que ocupava a área particular, o ex-vereador Sulinar José de Oliveira. O barracão foi montado ao lado de sua casa. David também explicou que, dessas 24 famílias, sete já estavam cadastradas em programas sociais, como o Bolsa Família.

Sulinar foi ontem à Defensoria Pública de São Paulo e disse que busca um apoio com auxílio-aluguel para aproximadamente 40 famílias. Ele pediu que algumas pessoas procurassem o Cras. Segundo o ex-vereador, pelo menos 80 pessoas estão se alimentado em sua casa, entre elas 15 crianças. Na noite de ontem, ele fez uma reunião com os moradores.

O grupo de moradores ameaçava, na terça-feira, invadir uma área às margens da linha de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o que ainda não ocorreu. A Guarda Municipal de Várzea está alerta. A prefeitura confirmou que recebeu um contato da Defensoria da Capital e explicou que em momento algum se negou a atender as famílias. A defensora, segundo o secretário David, ligou para se informar da situação.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/familias-sem-teto-procuram-pelo-cras/
Desenvolvido por CIJUN