Acervo

Itupeva recua após vereador ameaçar levar aumento de impostos à Justiça


A prefeitura, por meio de decreto, anunciou que o cálculo para o aumento do IPTU que seria pelo IGPM, agora será feito com base no INPC, assim o aumento será de 3,97%, bem mais próximo da inflação e do aumento do salário mínimo, além do IPTU o reajuste na taxa de lixo também seguirá o mesmo calculo. No decreto anterior feito em dezembro, a base do cálculo usado seria o IGPM, um aumento totalmente fora da realidade, cerca de 10%. “Bom ver que a prefeitura reconheceu seu erro e voltou atrás, com este novo decreto fica confirmado o que defendi, que a prefeitura poderia ter utilizado um índice menor como afirmei no vídeo que fiz explicando para população sobre os reajustes que considerei abusivos. Me posicionei contra, felizmente o executivo atendeu a população e o pedido de vereadores, “ disse Eri Campos que concluiu dizendo: “Vou ao Ministério Público, mesmo com esse recuo, principalmente pra discutir a taxa de lixo que não poderia ter aumento nenhum”. [caption id="attachment_658" align="aligncenter" width="3680"]Manifestação contra o aumento do IPTU na Câmara de Jundiaí, em 2017 (Foto: Rui Carlos) Manifesstação contra o aumento do IPTU na Câmara de Jundiaí, em 2017 (Foto: Rui Carlos)[/caption]

Notícias relevantes: