Acervo

Jovem agredido durante operação da GM em Campo Limpo Paulista vai à Polícia

secretário 1
Crédito: Reprodução/Internet
O jovem agredido com um tapa no rosto neste domingo (2), aparentemente pelo secretário de Segurança Integrada de Campo Limpo Paulista, Bruno Galvão, durante uma operação da corporação para impedir aglomeração de pessoas e utilização de linhas com cerol na soltura de pipas, procurou a Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (3) para denunciá-lo. Outros dois jovens também estiveram na delegacia e denunciaram guardas municipais, também por agressão. O tapa desferido pelo agente, que estava fardado e aparentava ser Bruno Galvão, foi flagrado por um amigo da vítima, com um celular. Nas imagens ele aparece agredindo o rapaz em uma rua nas proximidades do bairro Altos de Campo Limpo, durante operação contra aglomeração e uso de linhas com cerol. As imagens foram publicadas nas redes sociais e rapidamente viralizaram, causando revolta nos internautas. Ao ser procurada, a Prefeitura disse ter conhecido do vídeo e informou. "A Prefeitura informa que não compactua com nenhum tipo de violência e que as medidas necessárias para os devidos esclarecimentos com o ocorrido na tarde de ontem (domingo, 2), serão tomadas respeitando a ampla defesa e o contraditório", diz a nota.
A resposta ainda dá conta de que a operação foi no sentido de atender a denúncias de moradores locais. "Havia denúncias de aglomeração no local, veículos em alta velocidade, soltura de pipas com cerol e uso de drogas. Foram localizados 284 pipas, 39 carretéis, 16 envólucros de maconha e seis cápsulas com cocaína".
O caso será investigado pela equipe do delegado Rafael Diório, inclusive as demais denúncias feitas pelos outros jovens.

Notícias relevantes: