Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prefeitura já fala em demissão devido à greve

| 29/05/2014 | 21:25

Com a rejeição de mais uma proposta de aumento salarial pelos funcionários públicos, nesta quinta-feira (29), a Prefeitura de Várzea Paulista começa a discutir nesta sexta-feira (30) a possibilidade de demitir funcionários em cargos de comissão (que foram indicados) para poder dar o aumento desejado pelos outros trabalhadores (que prestaram concurso público) e que se mantêm em greve na cidade.

A possibilidade de demissão foi citada nesta quinta-feira (29) pelo secretário de Comunicação e Governo, David Alexandre da Silva. Segundo ele, para conceder ao menos o valor da inflação, a prefeitura precisa reduzir os gastos com sua folha de pagamento – e assim estar dentro do que pede a Lei de Responsabilidade Fiscal. Atualmente, 52% dos gastos da prefeitura de Várzea são com funcionários. A lei permite um gasto de até 54%. “Se nós ultrapassarmos essa porcentagem, corremos o risco de não receber mais repasses dos governos estadual e federal”, explicou o secretário. Inicialmente, diz David, deverão ser demitidos 20% dos cargos de  comissão. “Isso é a última possibilidade e, se ocorrer, pais de família ficarão sem emprego.”

Em nova proposta, nesta quinta-feira (29), a prefeitura ofereceu 1,5% de aumento aos servidores até novembro, além de R$ 200 de tíquete alimentação. Ainda dentro da proposta, a prefeitura se compromete a realização de uma nova assembleia em dezembro, na qual os servidores deveriam optar pelo valor do tíquete ou pelo complemento de 4,78% a mais no salário. A maior parte dos servidores que compareceu nesta quinta-feira (29) em frente à prefeitura, em assembleia, recusou a proposta. Uma nova mesa de negociação está marcada para hoje, às 13h.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/prefeitura-ja-fala-em-demissao-devido-a-greve/
Desenvolvido por CIJUN