Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Prefeitura vai à Justiça contra greve

| 05/06/2014 | 22:33

A Prefeitura de Várzea Paulista deu entrada na Justiça, na tarde desta quinta-feira (05), contra a greve dos funcionários públicos iniciada em 26 de maio e que chegou a 12 dias hoje. Em nota, a prefeitura ressaltou a sua responsabilidade diante da atual situação econômica do município e argumenta que continua a respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige uma postura legal de seu governo.

Como há um gasto alto da prefeitura com o salário do funcionalismo público (algo na casa de 52%), a gestão se diz impedida de dar um aumento significativo. De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, não pode ser gastos mais de 54% do orçamento municipal com funcionários. Na última proposta, a prefeitura ofereceu 1,5% de aumento aos servidores até o fim do ano, além de R$ 200 de tíquete alimentação.

O secretário geral do Sifuse (Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos de Várzea Paulista), Nicodemus Ferreira Gomes, disse que 80% da categoria estava ainda parada até esta quinta-feira (05). A prefeitura disse o oposto na última quarta-feira: que 80% dos servidores já haviam retornado às suas atividades.

Nicodemos rebate as informações da prefeitura e explica que diversas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) continuam sem atender a população. Elas não teriam funcionários suficientes para abrir as portas. “Até mesmo a distribuição de medicamentos está sendo comprometida”, declarou. “De 150 tipos de medicamentos dados pela prefeitura, as unidades têm apenas 20.”

Ele salienta, contudo, que serviços essenciais estão sendo preservados, como os funcionários do Hospital da Cidade e as ambulâncias. Nicodemos declara que a Educação também é afetada.

Quando começou o período de negociação entre a prefeitura e os servidores, o poder público apresentou uma proposta que não trazia nenhum aumento salarial e apenas benefícios repassados por meio de tíquete alimentação e transporte. O valor atual não chega nem à inflação do período.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/prefeitura-vai-a-justica-contra-greve/
Desenvolvido por CIJUN