Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vazamento em estação de tratamento desperdiça milhares de litros de água

| 26/09/2014 | 22:37

Em plena crise hídrica do Estado de São Paulo, milhares de litros de água tratada escorrem do encanamento da unidade de tratamento de água da Sabesp, no terreno localizado na rua Frei Henrique de Coimbra, no Jardim Felicidade, em Várzea Paulista. A situação, segundo a população, é corriqueira e causa revolta para aqueles que receberam comunicado da empresa pedindo economia de água. O órgão estadual afirma que a unidade passará por reforma e ganhará reservatório maior, mas não há prazo para inauguração, nem o valor a ser investido na obra.

“É ridículo isso. Onde já se viu um desperdício desses. Eles deveriam dar o exemplo”, reclama a estudante Giovana Beatriz da Silva, que mora poucos metros acima da estação de tratamento. Marina Rocha, moradora no bairro há 30 anos, reclama que a situação não é pontual. “Sempre acontece esse tipo de vazamento. E o pior é que a água é limpinha. Deve ser água tratada. Moro aqui há anos e é comum ver essa cena”, lamenta e mulher, que afirma já ter feito reclamações na empresa.

O problema da unidade não se restringe ao vazamento. O lugar não conta com cercamento adequado, sendo possível entrar nas instalações sem dificuldades, apesar de existir uma placa de alerta sobre a manipulação de produtos perigosos no ambiente. Mangueiras finas espalhadas pelo chão e marcas de vazamento nas paredes demonstram que as dificuldades enfrentadas são antigas.

Poucos minutos – A Sabesp foi questionada pela reportagem do Jornal de Jundiaí Regional sobre as reclamações e informa, por meio de nota, “que o reservatório do Jardim Felicidade, que tem capacidade para 450 mil litros de água tratada, será desativado em 2015 para dar lugar a uma estrutura maior, que reservará 2 milhões de litros. As obras estão previstas para começar em janeiro próximo”. Ainda de acordo com a nota, “em outubro será providenciada a adequação do cercamento e a limpeza do terreno. Não há produtos perigosos no local; a sinalização de alerta será retirada.”

Com relação ao vazamento, a assessoria de imprensa informa que o “local é monitorado eletronicamente em tempo real. Com isso, a equipe de plantão no centro de controle operacional de Várzea Paulista pode atuar em curto espaço de tempo, como ocorreu hoje, quando a pane elétrica foi reparada em dez minutos.” No entanto, durante todo o tempo em que a reportagem esteve no local (mais de 40 minutos) o vazamento persistia.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí deste sábado (27) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/regiao/vazamento-em-estacao-de-tratamento-desperdica-milhares-de-litros-de-agua/
Desenvolvido por CIJUN