Acervo

Ciclista reclama sobre condições para pedalar na cidade


O leitor Gianlucca Hernández, 22 anos, nos enviou uma reclamação sobre a má condição para os ciclistas em Jundiaí. De acordo com Gianlucca a cidade é carente em estrutura ciclável e por isso não há cultura que aceite a bicicleta como meio de transporte, entre os carros no trânsito. O jovem diz que com o número maior de bikes nas ruas os motoristas vão se acostumar e aceitar e respeitar este outro modal, que em muitos casos é muito mais eficiente e polui muito menos que os carros. Mas devido a falta de condições das ruas, é difícil tornar este meio locomoção seguro. "Na cidade faltam ciclovias, mas não somente, porque essa não é a única via para que o uso das bikes seja mais seguro, ciclo rotas e ciclo faixas compartilhadas também resolvem o problema, redução da velocidade em ruas dentro dos bairros, caminhos que ligam os lugares com paisagens bonitas árvores e jardins ou lojas e comércio, atraem as pessoas, os ciclistas decerto, há muito o que se pensar e fazer a respeito da infraestrutura para as pessoas, promover a mobilidade ativa é necessário, e falta poder político e boa vontade dos nossos gestores pra fazer isso acontecer, além de maior engajamento e participação social no processo, pois não adianta botar pra fazer sem que as pessoas sejam consultadas ou sem que as demandas da população sejam supridas", explicou. A prefeitura explicou que a Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente (UGPUMA) informa que o município possui Plano Cicloviário, conforme Lei nº 8.683/2016 – Plano Diretor do Município de Jundiaí. É importante lembrar que a população participa de debates envolvendo as ações previstas no Plano Diretor e é dado publicidade tanto ao processo como as ações posteriormente aprovadas para que a população tenha amplo conhecimento. Atualmente, a cidade conta com 8 km de ciclovias de mobilidade implantados: (4,2 km na avenida Antonio Pincinato; 1,8 km na avenida Caetano Gornati; 0,3 km no viaduto do Córrego das Walkírias; 0,3 km na avenida do Córrego das Walkírias; 0,6km nos viadutos da 9 de julho e 0,8 km na própria avenida). Existem cerca de 50 km em projetos de ciclovias em diversos estágios de detalhamento. As mais avançadas e com previsão de execução em 2020 são as ciclovias das avenidas Jundiaí e Prefeito Luiz Latorre. A avenida 9 de Julho também deve ganhar mais trechos de ciclovia, completando sua extensão.

Notícias relevantes: