Acervo

Estudante reclama sobre o uso do bilhete escolar no transporte público

A estudante de Ciências Econômicas Brenda da Silva Barbosa, 19 anos, reclama sobre o uso do bilhete escolar no transporte público. De acordo com ela, o bilhete parou de funcionar desde que as férias escolares começaram, porém ela necessita utilizar o bilhete para ir ao seu estágio, que é uma exigência da sua faculdade. Estou no segundo ano do curso de Ciências Econômicas da Unip (Universidade Paulista) e utilizo o bilhete escolar no período de férias para ir para o estágio, que é uma exigência da faculdade. Tentei realizar uma recarga, no entanto, fui informada que não seria possível, pois, a recarga em cartões escolares só será feita a partir de fevereiro, procurei outro terminal para realizar a recarga e fui surpreendida novamente com a informação de eles não realizariam a recarga. Assim como na vez anterior tentei explicar que faço estágio e é necessário que eu faça a recarga para me locomover, mas a atendente negou”, relatou Brenda. “Estou indignada, pois se trata de um dos poucos benefícios que a população mais jovem utiliza, no meu caso a questão é de necessidade para que eu possa concluir a graduação. Além disso, essa mudança não foi noticiada, não há especificação no site correspondente, e nos postos de recarga não há informativo desta restrição”, afirmou Brenda. A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) esclarece que, a munícipe foi informada, via email, que houve a comprovação do estágio e o seu Bilhete Único do Estudante foi liberado para uso nas férias. É importante observar que esse bilhete é destinado a todos os alunos matriculados em cursos do Ensino Fundamental, Médio e Superior, em cursos regulares e reconhecidos pelo MEC, que necessitem de deslocamento para a instituição de ensino em Jundiaí. O estudante paga a metade do valor da passagem. O máximo permitido de uso são quatro passagens por dia, e para os estudantes do período noturno, o Bilhete Único do Estudante é aceito após as 14h. Aos domingos e feriados, o cartão não é aceito.  

Notícias relevantes: