Acervo

Massagem sonora para ajudar a relaxar o corpo e a mente


T_terapia_sonora2
Crédito: Reprodução/Internet
A vida corrida do brasileiro, por conta do trabalho, das questões familiares ou até mesmo por um problema de saúde resulta, em muitos casos, em sintomas relacionados a cansaço, estresse e até irritabilidade. Para tentar amenizar esse sentimento, uma nova técnica de terapia começa a ganhar força no Brasil e chega a Jundiaí já com alguns adeptos. Trata da ‘sound healing’ ou ‘sound bath’, ou popularmente conhecida como massagem sonora. A terapeuta Tatiana Fernandes Wan (Tati Wan) é pioneira da técnica em Jundiaí. Ela explica que existem diversas terapias que aproveitam o som como instrumento de cura. “Nos tempos atuais estamos constantemente focados e identificados com nossa mente e esquecidos do nosso corpo. São tantas reuniões, decisões, conflitos e afazeres que o exercício físico, a meditação, a boa nutrição e o autocuidado acabam ficando de lado. A massagem sonora trata-se de uma experiência imersiva onde os participantes se 'banham' em vibrações sonoras produzidas por instrumentos ancestrais", explica. Tati relata que suas sessões são guiadas por um ritual milenar de autocuidado, estimulando a energia da cabeça e do corpo através dos chacras. “Introduzo o participante a um primeiro relaxamento guiado por voz. Depois a pessoa deita-se confortavelmente em um colchão com os olhos fechados enquanto eu toco diversos instrumentos, sendo o mais importante a tigelas de cristal de quartzo que são afinadas em 432 Hz. Também uso a minha própria voz, sinos koshi franceses, chocalhos do Xingu, flauta indígena americana, tambor do oceano, entre outros. Por fim fazemos um simples encerramento onde partilhamos um bulezinho de chá e conversamos sobre sentimentos e sensações durante a experiência, além das recomendações para a semana", relata. A terapeuta afirma que a massagem sonora traz benefícios para a saúde em geral, pois leva a um estado meditativo, ou seja, de relaxamento profundo, liberando o estresse acumulado no dia a dia e auxiliando na cura de diversas doenças como ansiedade, insônia, depressão, problemas respiratórios e pressão alta. "Como estamos tratando de um tipo de meditação que ajuda na conexão com o próprio corpo e mente, você não precisa ter um problema específico para participar de uma sessão. Basta estar interessado em priorizar você mesmo por um instante e a fim de uma experiência de relaxamento físico e mental. Não há contraindicações", garante.   PROCURA A massagem sonora é muito procurada por pessoas que sabem que precisam relaxar, porém não encontram espaço ou meios para isso. Também é requisitada por aqueles que querem meditar, porém sentem dificuldade. O casal de empresários Alexandre Barbosa, 39 anos e Viviane Corazza, 33 anos, se encaixa nesse perfil. Precisavam relaxar, mas nada dava resultado. "Não conhecia a massagem sonora até a Tati começar com os atendimentos. Através das redes sociais eu vi que ela fez uma postagem explicando um pouco como funcionava essa terapia, que ajudava a diminuir os níveis de ansiedade. Eu estava estressado por conta do trabalho e minha esposa está prestes a dar a luz no meio de tudo que o mundo está enfrentando, então resolvemos participar de uma sessão para experimentar e foi maravilhoso", afirma. E completa. "Nunca havíamos feito nada parecido. Ficamos super à vontade no ambiente. Foi um momento muito aconchegante e os benefícios foram exatamente os que a terapia propõe. Antes da sessão, fazia uma semana que eu não dormia direito. Na noite seguinte eu dormi tranquilamente", relata Alexandre. O empresário conta que a terapia trouxe diferentes sensações a ele e a esposa. "Como meu problema era estresse, senti muito o chacra na região do peito, que é o cardíaco. Já minha esposa, que está grávida, sentiu o chacra umbilical, que fica cerca de dois dedos acima do umbigo. Cada pessoa precisa trabalhar mais em cima de um chacra diferente, dependendo do motivo que causa a preocupação. Saímos de lá relaxados", conta.   O que são chacras segundo os hindus Chacras, segundo a cultura hindu, yogue e estudos do ocultismo, teosofia e conscienciologia, são centros de absorção, exteriorização e administração de energias no duplo etérico. Por motivos metodológicos, a descrição da quantidade destes pontos pode variar conforme a linha de estudo analisada. Na maioria das vezes, no entanto, consideram-se sete os chacras principais, sendo seis destes os mesmos em todas as linhas de estudo, variando apenas a substituição da nomenclatura de um: do chacra sexual (geniturinário) pelo chacra esplênico em algumas linhas de estudo. Tati conta que no Brasil a terapia não é muito conhecida por ser uma prática que envolve técnicas milenares de cura. "Eu me formei em Sound Healing na California e por lá essa terapia é bem conhecida. Acredito que ainda não é plenamente difundido aqui pois os instrumentos são bem caros e difíceis de serem encontramos. Um conjunto de tigelas de cristal de quartzo pode custar o mesmo que um carro popular. Entretanto, torço para que mais pessoas comecem a trazer a prática para o Brasil", completa. A terapia dura de uma hora e meia a duas horas e o melhor horário para as sessões é o período da noite “Eu gosto de atender durante a noite, pois o estado de relaxamento se mantém, já que a pessoa sai daqui e vai dormir, mantendo a tranquilidade”, afirma Tati. Para conhecer mais sobre a massagem sonora e marcar uma sessão, acompanhe a terapeuta no Instagram @tatiwan

Notícias relevantes: