Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Projeto ‘dá pernas’ a quem quer voar

Grazielly Coelho | 16/06/2019 | 06:00

Felicidade e bem-estar. É assim que Matheus Alves de Souza se sente ao participar dos encontros semanais do projeto social ‘Empresto Minhas Pernas’, em que voluntários locomovem pessoas com qualquer tipo de deficiência, “emprestando” suas pernas durante percursos que acontecem em Jundiaí há pouco mais de três meses.

O jovem, de apenas 12 anos, foi diagnosticado com meduloblastoma no ano passado. Trata-se de um câncer no cerebelo, de crescimento rápido, pouco invasivo e bastante comum em crianças. A cirurgia a qual Matheus foi submetido fez com que ele perdesse os movimentos das pernas. Mas a limitação é temporária, pois o garoto já voltou a dar os seus primeiros passos com ajuda profissional e, claro, do projeto inclusivo.

Matheus conta que, quando praticava seu esporte favorito, o futebol, não tinha conhecimento de nenhum projeto social como o ‘Empresto Minhas Pernas’ e que hoje, ao participar dele, desperta muita felicidade. “Nos encontros eu me sinto muito bem porque eu convivo com outras pessoas especiais e vejo elas com o ventinho no rosto como se estivessem correndo novamente.”

Matheus e sua mãe, Fabiane Parisoto Souza, participam do projeto desde seu início. A vendedora, de 37 anos, revela que fazer parte do grupo é sinônimo de alegria para a família. “O projeto ‘Empresto Minhas Pernas’ foi uma grande alegria para nós e ele se sente muito feliz em poder compartilhar suas experiências com as outras pessoas e ver que cada um tem as suas dificuldades. O grupo é isso, abençoado, com pessoas animadas que nos incluem no esporte e nos devolve a esperança e alegria.”

O projeto
Idealizado inicialmente na região da Baixada Santista, litoral de São Paulo, há aproximadamente três anos, o projeto acontece com a ajuda de voluntários que locomovem as pessoas com qualquer tipo de deficiência, “emprestando” suas pernas durante os trajetos. A iniciativa tem como objetivo promover a inclusão por meio de corridas de rua com o uso de triciclos adaptados.

A responsável por trazer o projeto para Jundiaí é a fisioterapeuta Gabriela Pupo. Aos 43 anos, a profissional conta que sempre foi apaixonada por esportes e foi apresentada ao ‘Empresto Minhas Pernas’ através de um amigo. “O projeto trabalha a socialização, inclusão e muita diversão. A ideia é juntar todos os tipos de pessoas para se divertir e aí a gente empresta o que tiver de melhor para o outro. Temos triciclos adaptados para vários tipos de deficiências”, explica.

Hoje, o projeto conta com aproximadamente 40 voluntários. Os encontros acontecem todos os sábados das 9h30 às 10h30 com saídas da rua Giussepe Franco, 213. Para participar, basta comparecer ao local e se apresentar. “Nosso projeto não tem nenhuma bandeira, religião etc. É um projeto para todos que querem fazer a diferença na vida das pessoas”, afirma Gabriela.

PROJETO EMPRESTO MINHAS PERNAS
MAYHEUS ALVES DE SOUZA
FABIANE GRAZIELE DE SOUZA


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/saude/projeto-da-pernas-a-quem-quer-voar/
Desenvolvido por CIJUN