Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Feira Nacional do Tricô deve faturar R$ 3 milhões

| 29/04/2014 | 09:26

A Feira Nacional do Tricô (FENAT), integrante do Circuito das Malhas e realizada há 35 em Monte Sião, cidade encravada ao sul de Minas Gerais, pretende faturar este ano cerca de R$ 3 milhões, com o aumento de 20% das vendas. Esta é a previsão de Luiz Tucci, um dos organizadores de mais uma versão da feira, aberta no último dia 17 e realizada pela Associação Comercial e Industrial de Monte Sião (Acims) e pela prefeitura local.

Segundo Tucci, no ano passado a feira recebeu 55 mil pessoas que compraram cerca de 80 mil peças, o que resultou em um faturamento de R$ 2,7 milhões. O evento termina no próximo domingo, dia 2 de maio. Só no primeiro dia deste ano a feira recebeu cerca de cinco mil pessoas. Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Monte Sião, Tadeu Machado, uma das atrações da feira deste ano é o chamado “guarda-roupa FENAT”.

Ele explica: a cada R$ 50 o cliente ganha uma chave e, ao juntar cinco, tem a chance de abrir o guarda-roupa. “Se a chave estiver premiada, o cliente leva um kit com produtos típicos da região”, afirma Machado. Além disso, segundo ele, o visitante que preencher o cadastro da feira poderá levar para casa um Celta 0 km.

Alta costura
Desde 2007 a estilista Drika Gian produz peças especiais para a FENAT. Sua marca ,”Boneca de lã”, se destaca por fabricar roupas únicas e elaboradas, que se enquadram no grupo de alta costura. “Fazemos moda exclusiva; quem compra nossa roupa não encontra outra pessoa com um modelo igual”, declara Drika. Entre as novidades da alta costura destacam-se os recortes, medidas e exclusividade no modelo.

A estilista explica que o preço das peças não é dos mais baratos, mas, segundo ela, o cliente sempre acaba levando. De acordo com Drika, um casaco da ´Boneca de Lã´ custa em média R$ 200 a R$ 300 reais. Fora da FENAT, o valor poderia ultrapassar R$900. Para a próxima edição da feira, a estilista pretende produzir o que há de melhor em alta costura para o público masculino. A coleção receberá o nome de Oficcina Italiana.

Desfiles de moda
Outro atrativo da FENAT (www.fenat.com.br) são os desfiles com as tendências da moda outono/inverno 2010. O objetivo é mostrar para a clientela como transformar uma roupa aparentemente simples em uma peça fashion. Cátia Armigliato é a estilista responsável pela produção. Seu trabalho consiste em aliar cores e acessórios para valorizar o look. “Os lojistas escolhem uma roupa com base em pesquisas das tendências internacionais”, releva a estilista.

A semana de moda de Nova Iorque tem sido uma das referências para as pesquisas de Cátia. “Trazemos para a passarela da FENAT o que há de novidade em cores e combinações”, diz. Ela dá algumas dicas de quem entende do assunto: a vedete da vez será o pelerine, manto que garante elegância e glamour.

Os apliques de golas removíveis também estão em destaque. As mesmas golas podem ser usadas ou retiradas da blusa, de acordo com a ocasião. E as cores predominantes nesta estação serão o vermelho, o marrom e o cinza.


Link original: https://www.jj.com.br/turismo/feira-nacional-do-trico-deve-faturar-r-3-milhoes/
Desenvolvido por CIJUN