Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Florença é um museu de artes a céu aberto

| 29/04/2014 | 10:33

Firenze, como é chamada na Itália, respira arte e cultura e abriga muitos lugares para se apreciar. Seus principais pontos turísticos ficam próximos uns dos outros e facilmente você irá visitá-los durante uma caminhada pelo centro da cidade. A famosa Ponte Vecchio, sobre o rio Arno, construída por volta de 1340, é repleta de lojinhas, principalmente joalherias, e não pode deixar de ser visitada.

Uma boa foto panorâmica da ponte pode ser tirada de uma das janelas da Galleria degli Uffizi, que concentra grande quantidade de obras de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Caravaggio e preciosidades como a ´Madonna del Cardelino, de Rafael, e as maravilhosas telas de Botticelli, ´Nascimento de Vênus´ e ´Anunciação da Primavera´.

Ao lado da Galleria, na Piazza della Signoria, praticamente um museu a céu aberto, estão algumas obras artísticas do renascimento, como a réplica em tamanho real do famoso David, de Michelangelo, e da Fontana de Netuno, além do prédio da prefeitura de Florença, o Palazzo Vecchio, que também abriga um museu.

Perto dali, ao andar pelas ruelas da cidade, já é possível visualizar o gigantesco Duomo de Firenze, ou Catedral de Santa Maria Dei Fiore. Sua arquitetura é esplêndida e rica em detalhes, com pinturas e esculturas em mármore de cores verde, rosa e branca. Sua cúpula é um dos símbolos e cartão postal da cidade e de onde é possível ter uma vista lindíssima de Firenze.

Bem ao lado do duomo está o Campanário, ou Torre do Sino, onde está a obra de Pietá inacabada, de Michelangelo, e em frente à catedral está o Battistero, com suas lindíssimas ´Portas do Paraíso´, feitas em bronze por volta do século XV, por Ghiberti, discípulo de Michelangelo. Se você é daqueles que gosta de tirar fotos sem os milhares de turistas clicando ao mesmo tempo, a melhor pedida é chegar entre 8h e 8h30 da manhã e poder contemplar a obra tranquilamente.

Outra igreja muito bonita, com o mesmo estilo da catedral, é a Santa Croce, onde estão os túmulos de Michelangelo, Maquiavel, Galileu Galilei e outros 200 ilustres artistas. Próximo à estação ferroviária está a Igreja Santa Maria Novella, que foi a primeira grande basílica de Florença e a principal igreja dominicana da cidade e onde estão afrescos do período gótico e do renascimento.

No mesmo quarteirão, está localizada a Officina Profumo – farmacêutica di Santa Maria Novella,uma perfumaria e farmácia que existe desde 1612 e faz parte do convento da basílica. Lá você pode encontrar sabonetes, cremes e perfumes, ainda produzidos com receita original, nas três salas do prédio. Os preços são um pouco salgados, mas só a loja já vale uma visita.

Outro passeio imperdível para quem gosta de umas comprinhas são o Mercato Centrale, que é muito parecido com um Mercado Municipal de qualquer cidade, e em seu entorno está o Mercato di San Lorenzo, um shopping a céu aberto onde estão concentradas várias lojinhas montadas na rua, onde é possível encontrar de tudo, entre roupas, artigos de couro e lembrancinhas.

Para os apreciadores da carne e do bom vinho, nada melhor do que degustar o prato mais típico de Florença, a bisteca Fiorentina. O pedaço da carne, ao ponto, pesa algo entre 600 e 800 gramas e é servido com muito azeite de oliva e batatas cozidas. Para acompanhar, nada melhor que um vinho produzido na região de Chianti, na Toscana.


Link original: https://www.jj.com.br/turismo/florenca-e-um-museu-de-artes-a-ceu-aberto/
Desenvolvido por CIJUN