Últimas

Butantan anunciará amanhã eficácia geral da CoronaVac, diz governo de SP

A divulgação de novos dados da fase 3 dos testes do imunizante foi confirmada pelo governador


Divulgação
Coronavac
Crédito: Divulgação

O Instituto Butantan anunciará amanhã o dado de eficácia geral da CoronaVac, potencial vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e testada no Brasil pelo instituto paulista. A divulgação de novos dados da fase 3 dos testes do imunizante foi confirmada pelo governador de São Paulo, João Doria, e pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn.

Na última quinta-feira (7), João Doria, ao lado do presidente do Butantan, Dimas Covas, anunciou em entrevista que a vacina tinha eficácia de 78% a 100% contra o coronavírus em desfechos secundários e que a potencial vacina foi 100% eficaz na prevenção de casos graves e moderados de covid-19.

Porém, pesquisadores e especialistas cobraram mais dados da fase 3 do testes, principalmente a eficácia geral do imunizante, que consiste na comparação do número de "eventos" (pessoas doentes) nos grupos vacinado e placebo. Ou seja, em uma vacina com 65% de índice - como apontado em testes da CoronaVac na Indonésia -, levando e conta um grupo de 100 pessoas que receberam o imunizante, 65 ficaram protegidas contra a doença.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda uma taxa mínima de 50% de eficácia.

Em entrevista à Rádio CBN, João Doria disse que uma entrevista com o corpo técnico do Instituto Butantan, às 12h45 (de Brasília) de amanhã, esclarecerá as dúvidas levantadas após a divulgação inicial.

"O Butantan realizará amanhã mais uma apresentação específica sobre a vacina, com dados complementares, às 12h45. Dimas e outros cientistas vão discorrer sobre esse assunto. É tema da ciência, não da política", disse.

Jean Gorinchteyn, por sua vez, explicou em entrevista à GloboNews a importância do resultado sobre a eficácia geral. "Esses dados que chamamos de eficácia global estão em posse do Butantan e da Anvisa, e dessa maneira saberemos todos amanhã essas informações que são de fundamental importância para que possamos inserir nas propostas da campanha (de vacinação), trazendo à tona essa qualidade de informações", disse.

Na sexta, o Butantan ingressou na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com um pedido de uso emergencial da CoronaVac no país.


Notícias relevantes: