Últimas

SP vai receber mais 5,6 mil litros de insumos da China para CoronaVac


REUTERS/Amanda Perobelli
Carga com primeiras doses da CoronaVac chega ao Aeroporto Internacional de São Paulo 19/11/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Crédito: REUTERS/Amanda Perobelli

Além dos 5,4 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) que devem chegar a São Paulo até a noite de quarta-feira (3), o governo paulista ainda vai receber, até o dia 10 de fevereiro, uma segunda carga do insumo, que soma mais 5,6 mil litros. Com esses 11 mil litros de IFA, o Instituto Butantan diz que será possível produzir 17,3 milhões de doses da vacina.

Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, essas 17,3 milhões de doses da vacina começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde a partir do dia 25 de fevereiro.

Além desses 11 mil litros, Dimas Covas disse que o Instituto Butantan já encaminhou à China um novo pedido para receber mais 8 mil litros da vacina pronta. Até este momento, o instituto já recebeu 10,8 milhões de doses, sendo que 6 milhões delas chegaram prontas. Desse total, o Butantan já encaminhou 8,7 milhões de doses para o Ministério da Saúde.

Ainda esta semana, o Instituto Butantan e o Ministério da Saúde devem assinar um acordo de compra de 54 milhões de doses adicionais da vacina, além das 46 milhões já definidas em contrato.  “Isso vai nos permitir chegar a um total de 100 milhões de doses. Nossa programação é que possamos entregar essas doses até o começo de agosto. Estamos trabalhando a todo vapor para que, rapidamente, as doses sejam produzidas assim que a matéria-prima chegar a partir de quarta-feira”, disse o diretor do Instituto Butantan.

A CoronaVac é uma vacina contra o novo coronavírus, produzida pelo Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac.


Notícias relevantes: