Últimas

Itamaraty monitora situação de brasileiros em Myanmar


Marcello Casal JrAgência Brasil
Brasília 60 Anos - Palácio Itamaraty
Crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou na tarde desta terça-feira (2) que os brasileiros em Myanmar (antiga Birmânia) estão em segurança e orientou que eles permaneçam em casa. Ontem (1º), o Exército do país asiático declarou estado de emergência e assumiu o controle do país por um ano, após deter a chefe do governo, Aung San Suu Kyi.

"A embaixada em Yangon [maior cidade do país] informa que a pequena comunidade brasileira se encontra bem, em segurança, e recomenda que todos permaneçam em casa, evitem aglomerações ou deslocamentos desnecessários", informou o Itamaraty, em nota. 

Ainda segundo a manifestação do Itamaraty, o governo brasileiro espera que o país retome a normalidade democrática. "O governo brasileiro acompanha atentamente os desdobramentos da decretação do estado de emergência em Myanmar. O Brasil tem a expectativa de um rápido retorno do país à normalidade democrática e de preservação do estado de direito".

Em uma declaração divulgada na cadeia de televisão do Exército Myawaddy TV, militares de Myanmar acusaram a comissão eleitoral do país de não ter agido em relação ao que classificaram como "enormes irregularidades" que teriam ocorrido nas eleições legislativas de novembro, quando o partido de Aung San Suu Kyi venceu por larga maioria.

Os militares evocaram ainda os poderes que lhes são atribuídos pela Constituição, redigida pelo Exército, permitindo-lhes assumir o controle do país em caso de emergência nacional.

O Exército de Myanmar ocupou o poder de 1962 a 2011 e já prometeu organizar novas eleições quando terminar o estado de emergência de um ano. 


Notícias relevantes: