Últimas

Em SP, Barretos e Presidente Prudente regridem para Fase 1-Vermelha


Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Unidade de Terapia Intensiva, UTI, Hospital, pacientes, tratamento, internação, equipamento hospitalar
Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Com o aumento nos índices de ocupação de leitos de terapia intensiva (UTI) destinados ao tratamento da covid-19, as regiões de Barretos e Presidente Prudente regrediram para a Fase 1-Vermelha do Plano São Paulo e só poderão permitir o funcionamento dos serviços considerados essenciais.

Pela nova classificação do Plano São Paulo, anunciado hoje (19) pelo governo de São Paulo, quatro regiões do estado estão agora na Fase 1-Vermelha: além de Barretos e Presidente Prudente, as regiões de Araraquara e Bauru vão permanecer nessa fase.

Outras duas regiões do estado apresentaram melhora em seus indicadores relacionados à covid-19 e vão passar para outras fases do Plano São Paulo. A região de Franca passou da fase 1-vermelha para a Fase 2-Laranja. Já a região de Sorocaba passou da Fase 2-Laranja para a Fase 3-Amarela.

Com isso, seis regiões do estado estão agora na Fase 3-Amarela: além de Sorocaba, mantiveram-se nessa etapa as regiões da Grande São Paulo (o que inclui a capital paulista), Baixada Santista, Campinas, Registro e Araçatuba. A Fase Amarela permite 40% de ocupação em academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios e parques estaduais, com expediente de até dez horas diárias para restaurantes e 12 horas para as demais.  

O atendimento presencial deve ser encerado até as 22h, com exceção dos bares, que devem fechar às 20h. Eventos que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

Já as demais regiões do estado, como Marília, São José do Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Piracicaba e Taubaté, estão na Fase 2-Laranja. Nessa etapa, o funcionamento dos serviços não essenciais é limitado a até oito horas diárias, com atendimento presencial máximo de 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

A reclassificação do Plano São Paulo começa a valer a partir de segunda-feira (22).

O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O plano divide o estado em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase do plano, dependendo de fatores como capacidade do sistema de saúde e a evolução da epidemia.

São Paulo tem, até este momento, 1.960.564 casos confirmados do novo coronavírus, com 57.499 mortes. As taxas de ocupação de leitos de UTI estão em 66,7% no estado e em 66% na Grande São Paulo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notícias relevantes: