Últimas

Ministério Público analisa cultos religiosos na Fase Vermelha em SP


Tânia Rêgo
Igrejas voltam a celebrar missas com presença defiéis no Rio de Janeiro. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, zona sul da cidade.
Crédito: Tânia Rêgo

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) informou que está analisando o decreto do governo paulista que autorizou o funcionamento de templos religiosos durante a Fase Vermelha de combate à pandemia de covid-19.

Segundo o Ministério Público, o assunto será debatido nesta segunda-feira (8) pelo procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, membros do gabinete de crise da covid-19 do MPSP, integrantes do Comitê de Contingência do governo estadual e líderes religiosos.

Desde o último sábado (6), em todo estado de São Paulo está vigorando a Fase Vermelha, a mais restritiva classificação do Plano São Paulo, em que apenas as atividades consideradas essenciais podem ser realizadas.

O decreto do governador João Doria, publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 2, acrescentou cultos religiosos de qualquer natureza ao rol de atividades consideradas essenciais.


Notícias relevantes: