Últimas

Corcovado e Parque Lage, no Rio, ficam fechados até a Páscoa


Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Panorama da cidade do Rio de Janeiro com destaque para as montanhas do Corcovado (esquerda), Pão de Açúcar (centro, ao fundo) (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Corcovado e o Parque Lage, no Parque Nacional da Tijuca, na zona sul do Rio de Janeiro, vão ficar fechados à visitação pública de sexta-feira (26) a domingo de Páscoa (4). A administração do parque informou que a medida foi para ajustar a visitação dos locais ao decreto municipal de 22 de março, que estabeleceu medidas emergenciais, de caráter excepcional e temporário, para enfrentar a pandemia da covid-19.

Nesse período de dez dias, na área do Corcovado ficam suspensos os serviços concessionados de transporte até o Cristo Redentor e toda a visitação e realização de eventos. No Parque Lage, além da visitação ao local, fica proibido o acesso à trilha Parque Lage-Corcovado, que tem início a partir do Parque Lage.

Também não está permitida a entrada no Centro de Visitante Paineiras e no Centro de Visitantes do Setor Floresta. Até o domingo de Páscoa também não haverá acesso e nem a permanência em todos os mirantes localizados dentro do parque, como Dona Marta, Vista Chinesa, Mirante da Cascatinha, Mesa do Imperador, Excelsior, Bela Vista e Paineiras. As cachoeiras, duchas e lagoas do Parque Nacional da Tijuca não podem ser usadas nem para permanência e nem para banho.

Apesar das suspensões, está permitida a prática individual de atividades físicas em todas as vias e na maioria das trilhas dentro do Parque Nacional da Tijuca, desde que os visitantes não formem grupos. Não está liberada a prática coletiva de exercícios físicos. 

As trilhas da Pedra Bonita e da Pedra da Gávea estarão fechadas.

Entre as vias e trilhas que estarão abertas para a prática individual de atividades físicas, estão as trilhas dos setores Floresta e Serra da Carioca e as vias como a estrada das Paineiras e estrada do Redentor, no setor Serra da Carioca; a estrada da Cascatinha, a estrada do Bom Retiro e a estrada Major Archer, todas no setor Floresta. 

O horário de funcionamento no período dos dez dias no Setor Serra da Carioca será das 8h às 17h, e no Setor Floresta das 7h às 14h, com limite de 1.500 pessoas por dia, com acesso e saída exclusivamente pelo portão da Praça Afonso Viseu, no Alto da Boa Vista.

Voos livres

Os voos livres duplos, também chamados de voos de instrução, serão suspensos, porque são os que podem provocar aglomeração. Já os esportivos, realizados pelos praticantes do esporte, que forem voar individualmente, estão liberados.

A circulação de veículos motorizados nas vias da Estrada das Paineiras, do Corcovado e do setor Floresta, que estavam liberadas somente para veículos motorizados de idosos e de pessoas com deficiência (PcD), estão fechadas. A exceção na circulação dos veículos é para os esportistas individuais de voo livre, que terão o acesso de carro liberado.

Veículos públicos

De acordo com a administração do Parque Nacional da Tijuca, as exceções são para os veículos oficiais e de órgãos públicos, como os de segurança, de limpeza, e ou para prestação de serviços públicos, como manutenção e limpeza das vias, manutenção da rede elétrica e execução de podas. 

O impedimento também não alcança os veículos usados para a execução de manutenção e reparo das antenas localizadas no Sumaré.


Notícias relevantes: