Últimas

Covid-19: duas semanas após feriados, casos e mortes crescem no RJ

Em relação a 25 de março, antes do feriado de dez dias, houve aumento de 16,2% nos casos


Covid-19: duas semanas após feriados, casos e mortes crescem no RJ
Crédito:

Duas semanas depois do início do superferiado de dez dias, o Rio de Janeiro registrou aumento no número de casos e mortes por covid-19. São Paulo, que também teve um feriado no mesmo período, teve uma redução no número de casos, apesar de registrar alta de mortes em relação a 25 de março.

A Agência Brasil consultou os casos e mortes diários de acordo com a média móvel de sete dias, calculada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

No Rio de Janeiro, foram registrados ontem (8) 2.756 casos e 220 mortes por covid-19, praticamente os mesmos números de 1o de abril (quando os óbitos atingiram recorde no país): 2.769 e 222, respectivamente.

Em relação a 25 de março (duas semanas atrás), ou seja, último dia útil antes do feriado de dez dias, houve aumentos de 16,2% nos casos (2.372) e de 77,4% na média de óbitos (124).

São Paulo

Em São Paulo, por outro lado, o número de casos melhorou em relação a 14 dias atrás e ao dia 1º de abril. Ontem, foram registrados 14.421 casos da doença, 19,6% abaixo do pico de 1o de abril e (17.933) e 7,8% inferior a 14 dias antes (15.646).

Em relação às mortes pela doença, São Paulo teve 715 óbitos, um aumento de 50,5% em relação a 25 de março (475). Diferentemente do Rio de Janeiro, os paulistas conseguiram, pelo menos, reduzir as mortes em relação ao pico de 1º de abril (890): -19,7%.

Brasil

No país, foi registrada ontem uma média diária de 2.820 mortes, 9,5% abaixo do recorde de 1o de abril (3.117) mas 23,7% acima de duas semanas antes (2.280).

Em relação aos casos da doença, foi registrada uma média diária de 62.859 registros ontem, 15,3% abaixo de 1o de abril (74.239) e 18,4% a menos que duas semanas antes (77.050).


Notícias relevantes: