Últimas

Covid-19: após decisão judicial, Amazonas vai vacinar educadores

a vacinação de trabalhadores da educação na capital Manaus e nas cidades da região metropolitana na próxima semana


Dhyeizo Lemos / Semcom
Vacinados entre os dias 4 e 5 de março devem agendar aplicação da segunda dose contra a covid-19
Crédito: Dhyeizo Lemos / Semcom

O governo do Amazonas anunciou que iniciará a vacinação de trabalhadores da educação na capital Manaus e nas cidades da região metropolitana na próxima semana. A medida ocorre após uma decisão judicial da Primeira Vara Federal do estado.

Serão contemplados todos os trabalhadores da educação, como professores e demais categorias que atuam em escolas das redes pública estadual e municipais, bem como das instituições privadas de ensino.

Serão utilizadas doses remanescentes de um dos lotes recebidos pelo governo do estado. Como orientação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), esse quantitativo é guardado como reserva para suprir perdas operacionais.

Segundo o governo do Amazonas, não haverá prejuízo aos demais públicos prioritários. Os imunizantes serão repostos pelo envio de um novo lote de 40 mil doses disponibilizado pelo governo federal a partir de decisão da juíza federal Jaiza Fraxe, que determinou à União o encaminhamento desse montante ao estado para a imunização dos servidores da área de educação.

Novo decreto do governo do estado com validade a partir de segunda-feira (17) prevê o retorno das aulas de forma híbrida, presencial e virtual. Desde março, o retorno presencial na rede privada foi autorizado como uma alternativa.


Notícias relevantes: