Últimas

Governo de São Paulo prorroga Fase de Transição até 14 de junho

Continua permitida a abertura dos estabelecimentos até as 21h, com lotação máxima de 40%


ARQUIVO JJ
Entre as novidades estão o horário estendido do comércio das 6h às 20h
Crédito: ARQUIVO JJ

Em coletiva nesta quarta-feira (26), o governador João Doria (PSDB) recuou na flexibilização das regras de isolamento social e prorrogou a Fase de Transição do Plano São Paulo até 14 de junho.

Segundo Doria, os indicadores da pandemia recomendam cautela neste momento. Com isso, permanecerá permitido aos estabelecimentos ficarem abertos apenas até as 21h, com lotação máxima de 40%.

O anúncio foi feito no Palácio dos Bandeirantes, em coletiva sobre medidas contra o coronavírus.

Antes, o governo havia anunciado que a Fase de Transição seguiria até 31 de maio e, a partir de 1º de junho, teria início uma nova fase do plano, com ampliação do horário de funcionamento das atividades econômicas até as 22h e maior limite de ocupação dos estabelecimentos, de 60%.

Doria também anunciou a previsão da vacinação contra a covid-19 de pessoas entre 45 e 54 anos a partir do dia 2 de agosto.

A vacinação de trabalhadores aeroviários também foi anunciada para nesta sexta-feira (28), para os funcionários de Cumbica, Congonhas e Viracopos.

Os portuários do Porto de Santos serão vacinados a partir de terça (1º). Entre aeroviários e portuários, o total de pessoas contempladas para a vacinação é de 40 mil.

O QUE FUNCIONA NA FASE DE TRANSIÇÃO

- Atividades comerciais, das 6h às 21h;

- Restaurantes e similares, das 6h às 21h;

- Salão de beleza e barbearia, das 6h às 21h;

- Atividades culturais, das 6h às 21h;

- Academias, das 6h às 21h;

- Parques estaduais e municipais, das 6h às 18h;

- Atividades religiosas com protocolos de saúde;

- Toque de recolher das 21h às 5h;

- Todos os locais com 40% da capacidade de ocupação;

- Escalonamento do horário de entrada e saída de atividades do comércio, serviços e indústrias.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: