Últimas

Doria prorroga Fase de Transição do Plano SP até o dia 30 de junho

A decisão foi tomada com o aumento no ritmo de novas internações pela covid-19 em São Paulo


DIVULGAÇÃO
Governador pretende vacinar toda população adulta de SP até outubro
Crédito: DIVULGAÇÃO

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou hoje (9) uma nova prorrogação da Fase de Transição do Plano São Paulo, em vigor desde 18 de abril, por mais 17 dias. Duas semanas após a última decisão de manter as atuais medidas restritivas, as determinações foram prorrogadas para todo o estado até o próximo dia 30.

A decisão vem na esteira do aumento no ritmo de novas internações pela covid-19 em São Paulo. Hoje, já são mais de 11.189 pacientes em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no estado, e mais 13.358 se recuperando da doença em enfermarias.

"Devido aos aumentos no índice da pandemia, o Centro de Contingência recomendou prorrogar por mais duas semanas a atual fase de transição do Plano SP. Uma medida de cautela, de proteção, para proteger a vida das pessoas. Temos certeza que estaremos evoluindo de forma segura a partir das próximas semanas", declarou Doria.

A avaliação do Centro de Contingência é que os números devem subir nos próximos dez dias e chegar a até 13.000 internados em UTIs, mas não preveem colapso no estado. Por isso, avaliaram que não era necessário, ainda, apertar mais, mas também consideram que não é hora de novos relaxamentos - o que poderia passar uma mensagem errada à população.

A última flexibilização das medidas restritivas de combate à covid-19 quanto ao horário do comércio foi há pouco mais de um mês, quando o limite de funcionamento passou das 20h para as 21h. Atualmente, a ocupação máxima permitida para os estabelecimentos é de 40%.

Desde a última prorrogação da Fase de Transição, havia a expectativa passada pela gestão de Doria de que a partir da próxima semana o horário fosse ampliado para até as 22h e a capacidade para até 60%.

VACINAÇÃO

O governo de São Paulo também anunciou que vai antecipar a vacinação contra a covid-19 do público geral, por faixa etária, e também de diversos grupos prioritários, como trabalhadores da educação e pessoas com deficiência permanente. Em média, cada faixa etária teve sua projeção de vacinação antecipada em 15 dias, em comparação com o calendário divulgado anteriormente.

NOVO CALENDÁRIO

Trabalhadores da Educação Básica com 45 e 46 anos: 9 de junho

Gestantes e puérperas sem comorbidades acima de 18 anos: 10 de junho

Pessoas com deficiência permanente (sem BPC): 10 de junho

Trabalhadores da Educação Básica de 18 a 44 anos: 11 de junho

Pessoas de 55 a 59 anos: 16 de junho a 8 de julho

Pessoas de 54 anos: 9 a 19 de julho

Pessoas de 50 a 53 anos: 20 de julho a 3 de agosto

Pessoas de 45 a 49 anos: 4 a 18 de agosto

Pessoas de 40 a 44 anos: 19 a 28 de agosto

Pessoas de 35 a 39 anos: 29 de agosto a 7 de setembro

Pessoas de 30 a 34 anos: 8 a 17 de setembro

Pessoas de 25 a 29 anos: 18 a 27 de setembro

Pessoas de 18 a 24 anos: 28 de setembro a 18 de outubro

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: