Últimas

Prefeito de São Paulo diz que aguarda mais doses para seguir com a vacinação contra a covid-19

Imunização de pessoas com menos de 37 anos está condicionada à chegada de mais doses de vacina contra a covid-19 ao município


Divulgação
vacinação contra covid-19
Crédito: Divulgação

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou na manhã desta segunda-feira (12) que a imunização de pessoas com menos de 37 anos está condicionada à chegada de mais doses de vacina contra a covid-19 ao município. Até o momento, cerca de oito milhões de paulistanos já receberam ao menos a primeira dose.

"Hoje, estamos vacinando [quem tem] 37. E mesmo com o anúncio ontem [domingo] do governo do estado, que a gente ficou muito feliz, não vamos anunciar 36 ainda, pois não recebemos a vacina", afirmou o prefeito durante visita à Casa Florescer, serviço que atende a população transexual em situação de alta vulnerabilidade.

No domingo, o governador João Doria (PSDB) anunciou a antecipação da data final da imunização dos adultos com primeira dose para 20 de agosto, e que adolescentes de 12 a 17 anos devem receber a vacina a partir do dia 23 de agosto. Pessoas de 35 e 36 anos, segundo o governo do estado, devem ser imunizadas a partir da próxima quinta-feira (15). Antes, a data final do cronograma de imunização para adultos estava prevista para ocorrer no dia 15 de setembro.

Acompanhando o prefeito na mesma agenda, o secretário municipal de Saúde Edson Aparecido afirmou que a partir de agora o município irá vacinar os paulistanos contra a gripe exclusivamente nas 468 UBS da cidade de São Paulo, não mais contando com o apoio das escolas municipais, mesmo com a ampliação da vacinação contra a Influenza para todas as pessoas acima de seis meses de idade.

"Fizemos uma separação, com uma sala de vacinação para covid e outra para Influenza [nas UBSs]. Drive[-tru], megapostos e farmácias, só [vacinação contra a] covid, não mais em escolas. Tudo agora concentrado em UBS. Agora a gente tem um público de 40 anos e de 30 anos muito numeroso para vacina de covid, então ter uma estrutura para vacinação de covid e mais as escolas estava pesando muito, então a gente consegue colocar na UBS e inclusive dobrar a população a ser vacinada", salientou Aparecido.


Notícias relevantes: