Últimas

Fila para vacinação de pessoas de 29 anos na cidade de SP leva até duas horas


Divulgação
Vacinação em SP têm fila de duas horas
Crédito: Divulgação

Quem foi aos postos no primeiro dia de vacinação contra a covid-19 de pessoas de 29 anos de idade, nesta terça-feira (27), enfrentou filas no primeiro dia de imunização da faixa etária na cidade de São Paulo. A reportagem constatou que o tempo de espera era de até duas horas, mesmo com separação entre os grupos de primeira e de segunda dose.

O público de 29 anos abrange cerca de 144 mil pessoas, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Simultaneamente, nesta semana está sendo realizada a imunização com a dose de reforço para cerca de 500 mil moradores da capital, totalizando mais de 640 mil pessoas.

Como estratégia, as unidades de saúde visitadas pelo Agora organizaram-se para dar prioridade àqueles que buscavam o reforço.

Para a médica Ana Paula Pacheco, 50, o processo levou cerca de dez minutos. Ela tomou a segunda dose da vacina na UBS Nossa Senhora do Brasil, na Bela Vista (centro). Em frente ao posto havia uma longa fila de pessoas mais jovens à espera da imunização.

"Eu não sabia quanto tempo ia levar. Quando vi a fila, tomei um susto e fui perguntar, aí me explicaram que para a segunda dose não tinha fila", afirmou.

Já a publicitária Tatiana Maciel, 29, aguardou duas horas para receber a primeira dose do imunizante, mas afirma que a espera valeu a pena. "Pensei que fosse ser um pouco mais rápido", disse. "Eu avisei o pessoal do trabalho e perdi as primeiras reuniões, mas agora vou correr para casa e me conectar", disse.

Próximo às 9h30, a espera seguia longa quando a advogada Patrícia Valadares, 29, chegou na unidade de saúde. "Imaginei que estaria assim, porque me inscrevi na xepa [doses remanescentes disponibilizadas no fim do dia] aqui e a fila estava mais ou menos nesse tamanho", afirmou.

"Segui à risca o isolamento, foram poucas vezes que eu saí de casa e a vacina vem como um alívio e uma sensação de indignação, porque 550 mil pessoas morreram sem ter essa oportunidade", disse a advogada.

Na UBS Mooca 1, na zona leste, a aposentada Eunice Domingos, 67, também contou que não precisou esperar para tomar o reforço. "Quando cheguei e vi a outra fila, pensei em desistir, porque tinha coisas para resolver, mas foi tudo muito rápido."

Quem chegou cedo para tomar a primeira dose na unidade, no entanto, contou com uma fila de mais de uma hora. É o caso da supervisora Mariane Pureza, 32, que recebeu o imunizante junto a seu namorado, o metalúrgico Litael Pinheiro, 29.

O casal, que mora próximo à UBS, chegou no horário de início da vacinação, às 7h, e aguardou por 1h30. "Eu ficaria o dia todo [na fila], se fosse preciso", diz Mariane. Ela e Litael tiveram covid-19 em fevereiro e relatam estar aliviados com a imunização.

Às 11h, a espera na UBS Santa Cecília (centro) era de aproximadamente uma hora. Para aqueles que tomariam a dose de reforço, havia não só uma fila separada, mas também agentes de saúde exclusivos para a aplicação de segunda dose.

A dona de casa Josefa Barbosa da Silva, 61, disse ter tomado o reforço em "menos de dois minutos", devido à ausência de espera. "Estou mais segura com a segunda dose e espero que todo mundo tome também", defende.

Aqueles que tiveram que aguardar na fila do posto, todavia, não reclamam. O casal de vendedores Jennifer Almeida, 29, e Rodrigo Teofilo, 29, afirmou ter avisado no trabalho que iria haver atraso por causa da vacinação.

"Como foi o primeiro dia, quisemos vir logo. Eu esperava uma fila muito maior, achei essa bem razoável. É um alívio", relatou Jennifer.

Continuidade do calendário de imunização Moradores da cidade de São Paulo de 29 anos também poderão procurar os postos de vacinação nesta quarta-feira (28).

Na semana passada, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) anunciou que as pessoas de 28 anos de idade começariam a ser vacinadas na próxima quinta-feira (29). Entretanto, no último domingo (25), voltou atrás alegando erro de interpretação por parte da prefeitura em relação à informação que havia recebido do governo estadual.

No site da Secretaria Municipal da Saúde há um alerta que a vacinação de pessoas de 28 anos será confirmada com a chegada de novas doses.

A pasta orienta que seja consultado o site De Olho na Fila antes de se deslocar ao posto de saúde para conferir a movimentação de pessoas em tempo real e evitar aglomerações.

 


Notícias relevantes: