Últimas

Saiba quanto você vai receber do lucro do FGTS distribuído aos trabalhadores


Divulgação
Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS
Crédito: Divulgação

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) vai distribuir aos trabalhadores 96% do lucro registrado em 2020. Serão divididos aproximadamente R$ 8,12 bilhões. O dinheiro será depositado pela Caixa até 31 de agosto.

A divisão do lucro foi aprovada nesta terça-feira (17) pelo Conselho Curador do FGTS, órgão responsável por decisões ligadas ao fundo.

 

QUEM TEM DIREITO À PARCELA DO LUCRO?

O dinheiro será distribuído para quem tinha saldo positivo na conta do FGTS até 31 de dezembro do ano passado. Segundo a Caixa, a medida deve beneficiar 88,6 milhões de trabalhadores, que têm 191,2 milhões de contas do fundo. Um trabalhador pode ter mais de uma conta.

QUANTO CADA UM VAI RECEBER?

A parcela de R$ 8,12 bilhões do lucro do fundo é dividida de acordo com o saldo da conta. O trabalhador receberá R$ 18,63 a cada R$ 1.000 de saldo, registrado no fim do ano passado. Se o saldo era de R$ 2.000, por exemplo, receberá R$ 37,27. No caso de R$ 2.500 no saldo, o valor passa a ser de R$ 46,58, ou seja, de forma proporcional.

O QUE É PRECISO FAZER PARA RECEBER O DINHEIRO?

A Caixa fará o depósito automaticamente. A distribuição do lucro, segundo o banco, ocorrerá até o dia 31 de agosto. Após a operação, o valor passa a compor o saldo do trabalhador na conta do FGTS.

O DINHEIRO JÁ PODERÁ SER SACADO?

Não. O valor ficará na conta vinculada ao FGTS. Isso, na prática, eleva o rendimento dos recursos depositados pelo trabalhador no fundo. As regras de saque permanecem as mesmas. Segundo a agência Reuters, com a distribuição dos lucros o trabalhador passa a ter rendimento de 4,92% no FGTS em 2020. Como no ano passado a inflação medida pelo IPCA foi de 4,52%, o ganho real para os cotistas será de 0,4%. Em comparação, a poupança no período rendeu 2,11%. No ano base de 2019, a remuneração do FGTS foi de 4,9%, ante IPCA de 4,31% e rendimento da poupança de 4,26%.

QUANDO É POSSÍVEL SACAR O DINHEIRO?

Por lei, o saque do saldo na conta do FGTS só pode ser realizado, por exemplo, nos casos de demissão sem justa causa, aposentadoria, doença grave, compra de imóvel, término de contrato por prazo determinado, além daqueles casos em que o trabalhador optou pelo saque aniversário (modalidade que permite que o trabalhador saque uma parte do dinheiro do FGTS todos os anos).

COMO CONSULTAR O SALDO DO FGTS?

O saldo e o valor a ser depositado podem ser consultados pelo aplicativo FGTS, pelo site da Caixa e no Internet Banking da Caixa (para clientes do banco).


Notícias relevantes: